Cruzeiro recorre para a Federação

13/06/2012 00:32 - Modificado em 13/06/2012 00:32

A associação de basquetebol em São Vicente por meio de comunicado reagiu a situação vivida nos últimos segundos do jogo entre os All Blacks e os Cruzeiros para a meia-final do regional. É que a equipa dos Cruzeiros optou por não jogar o prolongamento como forma de protesto. A equipa defende que foi cometida uma falta sobre Ramon antes do apito final e por isso dispunha de dois lances livres que poderia dar a vitória a equipa já que o jogo estava empatado.

 

No comunicado lê-se que na tentativa da equipa dos Cruzeiros de partir para o ataque , o placar electrónico assinalou o fim da partida e que o sinal sonoro foi feito por um apito. “O sonido não foi apercebido pelos árbitros: simultaneamente houve tentativas de utilizar um outro apito na posse da marcadora do boletim de jogo”. O comunicado emitido pela associação admite que depois de terminado a partida que o arbitro assinalou uma falta pessoal a favor dos Cruzeiros, mas que “viu gestos de que o jogo tinha acabado e confirmado que o jogo tinha terminando antes da marcação da falta”.

A equipa dos Cruzeiros não aceita a decisão da associação regional e garante Zé Enguila, jogador e treinador dos Cruzeiros, que o caso já foi remetido para a federação nacional para se pronunciar. “É um erro que pode ser corrigido prontamente”, garantindo que o regulamento prevê situações do género e por isso exige “a verdade e o esclarecimento correcto da situação”. E garante que qualquer que for a decisão da federação será acatada pela equipa, mas que alimentam a convicção de terão ainda uma chance de marcar sua presença na final e por isso espera que a associação possa admitir e corrigir o erro.

Neusa Maniche, presidente da associação, por seu lado diz que a associação agiu segundo o regulamento, e que a situação será resolvida aqui em São Vicente. A presidente suporta o comunicado que assinou e por isso garante que “está tranquila”.

No mesmo comunicado está escrito que os Cruzeiros foram penalizados com falta de comparência por estes não estarem em campo no começo do prolongamento. E a presidente avança que no sábado haverá o primeiro jogo da final entre a equipa da Académica e dos All Blacks.

Alheio a toda a está situação os All Blacks preparam o jogo do próximo sábado.

  1. Badiu de Cruze 2000

    A Senhora não devia estar tranquila, a não ser que esteja surfando nas ondas da impunidade que se vive em Cabo Verde / Ainda bem que existe a consciencia e se a Senhora presidente a tem- deve estar a torturá-la – A desonestidade não compensa.

  2. José Vieira

    Art. 49 Cronometrista: Deveres.

    • Garantir que o sinal do cronómetro de jogo soe muito alto e automaticamente.
    no fim do tempo de jogo em cada período.
    • Utilizar todos os meios possíveis para imediatamente informar os árbitros caso.
    falhe o seu.
    sinal sonoro ou não seja ouvido.

    Em que momentos agiu a Presidente the Associação segundo o regulamento?

    Não seguiu o o regulamento acima e desde sempre teve ela uma posição de FORÇA e não de diálogo, razão principal de nossa IRA, pois, REPETIMOS, fomos prejudicados por um erro crasso the mesa e condições algumas estavam reunidas para qualquer prolongamento.

    A não tentativa, em momento algum, de negociação e, a “tranquilidade” manifestada pela PRESIDENTE, suportando a assinatura do comunicado é mais uma prova do QUERO, POSSO e MANDO – posição de força que nós reprovamos não coadunado com o que de mais nobre norteia o desporto e sua prátic

  3. Critico

    Senhora Presidente para o bem do basket e a continuidade do mesmo em Sao vicente, se é que a senhora está entressada nisso, DÁ AS ORDENS para a repeticao do jogo!!! Caso contrario o teu nome ficará manchado e para além disso o basket em SV cairá ainda mais. O futuro do basket está nas tuas mao senhora presidente.

  4. MINDELENSE

    1 – Demonstração clara q mindelense é pacífico, noutras paragens…seria um problema;
    2 – Ouvimos dizer que, TODOS os membros da associação queriam uma negociação e…do mal o menos..REPETIR O JOGO. Membros da Federação também assim querem. Essa posição de força da PRESIDENTE porque surge? carácter? vontade de se afirmar? gostar de ser odiada? ….procuro respostas, não as encontro infelizmente. Mas se for por caracteristicas intrinsecamente pessoais, o Desporto e as máximas que o regem REPROVA

  5. MINDELENSE

    Um movimento de boicote generalizado de ida ao Poli para ver os jogos da final deveria ser accionado. O sentimento de TODOS os que estavam no campo no dia do jogo é de CLARA e INUSITADA INJUSTIÇA. TODOS, TODOS…se tiverem com dúvidas perguntem a algum dos que lá foi passar a noite.

  6. Carlos

    Ouvi dizer que a senhora presidente nao vai “Liderar” a associacao de basquetebol nas proximas épocas, Muito Obrigado!!! Pelo menos faz um esforco para sair pela PORTA GRANDE. “Pica pau da Arca de Noe….Furaste o barco e agora o vais abandonar”

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.