“colmatar a carência de felicidade nos idosos”

13/12/2013 00:03 - Modificado em 13/12/2013 00:03
| Comentários fechados em “colmatar a carência de felicidade nos idosos”

uni mindeloO Grupo Académico da Universidade do Mindelo (GAUM) é um grupo de jovens universitários que quer desenvolver projectos de acção dentro e fora da universidade. O grupo surgiu das eleições internas para a associação de estudantes e, tendo perdido as eleições, percebeu que “não queria ficar parado mas fazer algo de diferente”.

 

O primeiro projecto do GAUM é denominado “as rugas podem sorrir”. Como explica Evelyn Ramos, integrante do grupo, é um projecto social que abraça os idosos e que pretende fazer com que eles possam ter uma condição de vida melhor “não somente em termos materiais mas em termos de felicidade”. “Porque tudo o que queremos é ver esses idosos a sorrir”, acrescenta Cármen Monteiro, outra integrante do grupo. E não querem apenas esperar pelo que as instituições possam fazer mas querem ter iniciativa própria.

 

Visitaram os lares da terceira idade para conhecerem e saberem como ajudar e o grupo chegou à seguinte conclusão: “que a maior carência dos lares é uma carência emocional e afectiva”. E este facto também é sublinhado pela coordenadora de desenvolvimento social em São Vicente, Francisca Alves. Para Francisca, os técnicos provêm às necessidades básicas dos idosos como a alimentação, o vestuário, a higiene, a saúde mas sentem esta lacuna na parte emocional e na parte afectiva. E confessa que não há capacidade técnica e institucional para fazer”.

 

É nesta lacuna que o grupo quer actuar. E o projecto vai permitir com que estes universitários possam passar tempo com os mais idosos. “Queremos passar um dia com eles e descobrir o que gostariam de receber nesta quadra festiva e fazer-lhes um agrado”, explica Evelyn. E se houver algo a mais que possam fazer, garante que estão dispostos a tal. Mas o objectivo é que o projecto não seja algo de pontual mas contínuo. “Não uma felicidade instantânea, mas algo de sério, de concreto, voluntário e contínuo”, enfatiza Carmen.

 

Gala para a terceira idade

 

Uma das acções para ajudar os lares da terceira idade é uma gala musical a ser realizada no domingo (15) no Hotel Porto Grande. Será uma actividade cultural com dança, música e apresentação de um monólogo de Shakespeare. Como Evelyn explica, o grupo tem trabalhado para que seja uma gala “bonita” e que dá prazer assistir ao espectáculo. Diz que além das pessoas estarem a ajudar os lares, sentir-se-ão bem por assistir às apresentações.

 

As receitas serão revertidas a favor dos lares da terceira idade.

 

Reacção do Centro de Desenvolvimento Social

 

“Recebemos o projecto de muito bom grado e sentimos que o CDS não está sozinho nesta caminhada”, afirma Francisca Alves. E acrescenta que é isto que leva a procurar parceiros que possam estar dispostos a ajudar. E diz que vindo de jovens que muitas vezes estão distanciando dos idosos, é motivo de alegria.

 

Mas este projecto com os idosos é o primeiro de uma série de actividades que o grupo quer desenvolver no campo social. O projecto maior denomina-se “fazer o bem sem olhar a quem” e este é o pioneiro.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.