Rifas para todos os gostos até para caloteiros

12/12/2013 00:35 - Modificado em 12/12/2013 11:05
| Comentários fechados em Rifas para todos os gostos até para caloteiros

rifaEm todas as zonas da cidade do Mindelo, encontramos pessoas com as suas rifas á procura de pessoas para assinar. É uma tradição nesta época festiva quem ninguém sabe como começou . Mas a verdade é que “grande q pequinin” estão por ai com as suas rifas: siná um número ?

 

O NN foi saber, se as pessoas ganham muito e porque é que assinam as rifas.

Eliseu Cruz de 37 anos, afirma que há mais de 20 anos que coloca sempre as suas rifas para cumprir a tradição “todos os anos coloco a minha rifa, as vezes coloco duas ou três no mês de Dezembro. Coloco mais é dinheiro porque as vezes, o que colocamos na rifa não agrada todas as pessoas”. Eliseu faz a rifa também para tirar lucro, porque tira metade do dinheiro ganho para ele.

Daniel Lopes e Joana Costa, de vez em quando colocam uma rifa, joana afirma “o mais difícil nas rifas, é na hora de receber o dinheiro, pois muitos assinam e esquecem e há muitos que não querem pagar”. Se não conseguirmos tirar o lucro não vale a pena, colocar a rifa. Acrescenta Joana.

Enquanto que Daniel coloca na rifa, alguns produtos que a irmã manda do estrangeiro, mas que ele não necessita, por isso é como se os estivesse a vender, e não coloca o preço da assinatura por muito dinheiro.

Maria Fortes diz que todos os anos nessa época, assina várias rifas, mas já ganhou uma vez só, há 3 anos atrás, “ não tenho muita sorte nas rifas, mas é tipo uma tradição e sempre que vem alguma pessoa acabo por assinar e temos a esperança que vamos ganhar”.

Questionada porque não coloca uma rifa a dona de casa, diz que “não sei ficar atras das pessoas para pagarem, como muitos vem bater na porta para receberem”.

Diferente de Maria, Gilson tem sorte “ todos os anos assino muitas rifas e ganho a maioria, todos dizem que tenho sorte. Ele acrescenta “gosto de assinar as rifas, este ano por exemplo já assinei quatro rifas, três já foram tiradas e num ganhei 3.000 mil escudos e no outro um conjunto de cosméticos que vou oferecer a minha namorada.”

Leidilene Correia, não gosta de assinar nas rifas “ eu nunca ganho, por isso vou somente perder dinheiro, antes assinava, não ganhava nada e desisti.

Cláudia Fonseca não tem muita sorte, mas assina as rifas porque é como uma tradição na zona de Vila Nova.

Para quem coloca e para quem assina as rifas, é uma tradição que muitas vezes vem desde pequeno. A esperança é a última a morrer, por isso muitos assinam e continuam a assinar para verem se ganham alguma coisa.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.