SV precisa de um lugar para crianças com paralisia cerebral

9/12/2013 07:02 - Modificado em 9/12/2013 07:02
| Comentários fechados em SV precisa de um lugar para crianças com paralisia cerebral

paralesiaMães de crianças com paralisia cerebral pedem às autoridades competentes, um lugar apropriado para essas crianças que precisam de cuidados especiais.

 

Arlinda Fonseca diz que se houvesse um lugar onde deixar a sua filha de 5 anos, Kalinca Raquel que sofre de paralisia cerebral, conseguiria trabalhar e dar uma vida melhor à filha.

 

Antes do nascimento de Kalinca a mãe trabalhava, mas como a criança necessita de cuidados especiais ela teve de abandonar o emprego, porque não tem onde deixar a criança.

 

Milanita dos Santos é da mesma opinião que Arlinda “deveria haver um lugar aqui em São Vicente onde pudéssemos deixar as nossas crianças com paralisia cerebral, pois assim poderíamos trabalhar”.

 

Arlinda e Milanita dizem que ser mãe de uma criança com paralisia cerebral é muito difícil, porque “eu tenho de saber com os gestos da criança o que ela precisa. As despesas são muitas, principalmente com fraldas e alimentação. Milanita dedica-se ao seu filho Thiago de 4 anos e declara que, “as crianças normais nessa idade já conseguem saber quais são as necessidades que têm, mas eu por exemplo, tenho de saber a hora em que está com fome, sono, alegre, triste, etc.

 

A jovem Milanita de 23 anos, diz que recebe uma cesta básica da Câmara Municipal de São Vicente, “a cesta básica é de seis meses, mas em Janeiro o tempo termina e não é renovável, depois do tempo vamos levando a vida”, ela depende do namorado.

 

Muitas mães de crianças com paralisia cerebral em São Vicente, não trabalham porque não há um lugar com condições e pessoas capacitadas onde deixarem os seus filhos.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.