Deputados unânimes na elevação de Ribeira das Patas a vila

2/12/2013 00:38 - Modificado em 2/12/2013 00:38
| Comentários fechados em Deputados unânimes na elevação de Ribeira das Patas a vila

acordoNa sessão da Assembleia Municipal do Porto Novo, Santo Antão realizada no dia 30 Novembro, a elevação da localidade de Ribeira Patas a vila esteve na ordem do dia. E no final do encontro a proposta foi aprovada pelos partidos políticos com assento na AM. Com este aval do MPD e PAICV, a edilidade vai agora concluir os trâmites para que a proposta seja submetida ao Governo para decisão final.

 

Os dezassete deputados que constituem a Assembleia Municipal do Porto aprovaram a proposta de elevação de Ribeira das Patas à categoria de vila. Com 3.500 habitantes, Ribeira das Patas é o segundo maior centro populacional do concelho a seguir à cidade do Porto Novo, e em virtude do seu desenvolvimento urbanístico, económico e social demostrou possuir equipamentos relevantes, entre outros requisitos para ser vila.

A edil Rosa Rocha assegurou que “é uma localidade extremamente importante, cuja população tem um justo sonho de ver a sua zona transformada numa vila”. A presidente da CMPN sublinha que a autarquia está a trabalhar para dotar essa zona das infra-estruturas de que ainda necessita, caso do centro de saúde, do posto policial e da delegação municipal, pelo que a equipa camarária “vai fazer tudo” para que a proposta seja “promulgada” pelo Governo.

O líder da bancada do PAICV, Jorge Barbosa, diz acreditar que o Governo vai validar essa proposta, já que o estatuto de vila vai contribuir para que essa povoação do interior do concelho do Porto Novo tenha as infra-estruturas que reivindicam.

Por sua vez, Joel Barros, da bancada do MPD, Joel Barros, assegurou que faltam ainda alguns equipamentos sociais na Ribeira das Patas, exigidos pela lei, para que essa zona seja elevada á condição de vila, mas admitiu que há razões de natureza histórica, cultural e arquitectónica que sustentam a proposta, ora aprovada por unanimidade dos eleitos municipais.

No decorrer da sessão, que decorreu em Ribeira das Patas, foram ainda o plano e de actividades e o orçamento municipais, bem como o Plano Director Municipal (PDM). O PDM, com vigência de 12 anos, vai ser agora enviado o Governo, através do Ministério do Ambiente, Habitação e Ordenamento do Território, para a validação.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.