Transporte marítimo: caos na rota São Vicente/Santo Antão

27/11/2013 00:11 - Modificado em 27/11/2013 00:11

navio mar1O transporte marítimo inter-ilhas continua a ser um problema para os cidadãos e operadores económicos que enfrentam transtornos. O Governo continua a assobiar para o lado e a fazer orelhas moucas, quando as pessoas enfrentam uma crise de transportes. Na região Norte, a rota São Vicente/Santo Antão, a mais rentável do país, sofre com a insuficiência de navios para fazer a ligação.

 

Na semana passada, o navio Mar d´Canal que assegura a ligação diária São Vicente/Santo Antão rumou aos estaleiros da CABNAVE para reparações e para ser sujeito a nova inspecção. Com esta situação, a rota ficou entregue ao navio Vicente da empresa Tuninha porém, por razões administrativas com base numa contenda entre o armador e a Enapor na cidade do Porto Novo, os responsáveis suspenderam as viagens do navio para Santo Antão.

 

Insuficiência

 

Para evitar que os cidadãos, comerciantes e turistas ficassem privados de viajar entre as ilhas de São Vicente e Santo Antão, as autoridades marítimas e os representantes do navio Mar D´Canal encontraram uma alternativa: o navio Pentalina B seria o substituto da embarcação da Naviera Armas e, desde a entrega do Mar D´Canal à CABNAVE, o navio passou a prestar serviço nessa rota.

 

Mas o certo é que com o passar dos dias, quem procura fazer a ligação entre São Vicente e Santo Antão, como os operadores económicos, está a sofrer com os constrangimentos. Os cidadãos Armindo Barreto e Luís Santos, utilizadores dessa rota agradecem “a disponibilidade dos responsáveis do Pentalina B para evitar uma interrupção geral da ligação. Mas a verdade é que se instalou um caos pois, sozinho, este navio não consegue resolver o problema da ligação São Vicente/Santo Antão.

 

Solução

 

Este online apurou que por questões de segurança, devido à falta de mais meios de salvamento, o Pentalina B está a transportar cerca de 180 pessoas. Isto quando o Mar D´Canal tem capacidade para 420 passageiros e o Vicente pode transportar 350 pessoas. Para resolver a situação, os cidadãos exigem mais navios para essa linha ou então, que o Pentalina B passe a realizar mais do que duas viagens diárias, de modo a resolver as deficiências nessa ligação.

 

Por seu lado, a nível da economia, os comerciantes, as empresas ligadas à hotelaria, à restauração e ao transporte estão a ter transtornos no seu negócio. Este online soube que para complicar os serviços dos operadores económicos, a insuficiência de transportes marítimos acontece numa “época alta do turismo, com a chegada de cruzeiros”, pelo que apurámos que alguns turistas chegaram a ficar retidos em São Vicente.

 

 

  1. Criolo Atento

    180 Pessoas?? Fiz parte da equipa (Estagiário) que fez a 1ª Inspeção ao Navio Pentalina em CV, e o transporte inicial de passageiros era de 150 pessoas, e tinha apenas 80 coletes salva-vida (coletes sem luzes), tinham dois salões para passageiros, com apenas uma com condições mínimas de acomodação. Mas mesmo assim o Navio passou na Inspeção. Com as taxas alfandegárias impostas pela ENAPOR difícil um navio de Passageiro sobreviva na ligação SV/SA…

  2. porto portonovo

    devo dizer que no porto de porto novo, não tem ninguém que mova uma palha para o funcionamento do porto, o Sr Jorge, este é um pobre de inteligência, não entende de gestão e nem de nada. o porto é totalmente desgovernado os utentes é que escolha é que escolha as suas regras, fazem o que querem, ninguem da enapor dá cara para alguma coisa só sabem cobrar serviços não prestados. este porto precisa de um gestor operacional

  3. Complicadíssimo. Não seria melhor resolver este problema sentados à mesa? Armadores e Autoridades qual será a melhor solução? Os passageiros cidadãos estão à espera tendo em conta que estamos neste momento numa época alta para o turismo com a chegada dos cruzeiros que também costumam fazer essa viagem, bem como as pessoas que fazem diariamente os seus negócios. Há que haver solução.

  4. Augusto Lopes

    Ao sr porto portonovo. Ao invés de comentares esta notícia, aproveitas para atacar as pessoas, sob a capa do anonimato. Chamas alguém de pobre de inteligência, mas não consegues dar a cara. Seu covarde. Deves ser um daqueles que foi cortado os salários a mais que tinham na Enapor, por isso pedes a substituição do gestor.

  5. Rural Xitiado

    Pois o estado não faz nada e nos ficamos aqui, só pagando ao Estado taxas e mais taxas, impostos e mais imposto para quê. Para que os chefes de Estado estejam viajando, gastando e rindo nas nossas costa,

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.