Resolver a crise de liderança no MpD-São Vicente

25/11/2013 00:18 - Modificado em 24/11/2013 22:50
| Comentários fechados em Resolver a crise de liderança no MpD-São Vicente

joao gomesJoão Gomes apresentou aos militantes do MpD em São Vicente a sua candidatura ao cargo de Coordenador do MpD na ilha. A razão apontada por Gomes para a sua candidatura é “que já é hora de dar ao partido mais força e um novo rumo”

 

A crise de liderança na ilha foi outro ponto apontado por Gomes. Sem querer entrar em quizilas pessoais e dizendo que não tem nada contra a pessoa de Augusto Neves, afirmou: “Porque o MpD em São Vicente por causa do trabalho do coordenador como presidente da CMSVnão sobeja tempo para o MpD.É notória a falta de liderança”. Gomes espera assim prestar um grande serviço a democracia do seu partido e como o se esforço dar mais relevo a São Vicente no contexto nacional.

“É chegada a hora de dar MpD uma nova voz para dizer ao adversário (PAICV) que o tempo de vacas gordas já chegou ao fim”, afirma Gomes. As eleições de 2016 é o objectivo traçado para vencer todos os embates eleitorais. Assume que o partido tem tudo para ganhar as eleições mas que “o PAICV não vai entregar de mãos beijadas”.

Mas como primeiro passo assume que épreciso vencer estas eleições internas e depois organizar o partido, porque “tem uma só opção a frente, ganhar todas as eleições em 2016”.

 

Concorrência

A concorrência é bem vista pelo candidato. Para Gomes são concorrentes até o dia oito, mas que partir do dia nove serão parte da mesma equipa. Porque para Gomes é mais o que os une do que os separa, isto é, “querer o melhor para o MpD”, e apenas divergem no acessório, o caminho para os mesmos objectivos.

 

 

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.