Erupção de vulcão na Indonésia obriga à retirada de milhares de pessoas

24/11/2013 20:57 - Modificado em 24/11/2013 20:57
| Comentários fechados em Erupção de vulcão na Indonésia obriga à retirada de milhares de pessoas

indonesiaO Sinabung, no norte da ilha de Sumatra, entrou em erupção em meados de Setembro, mas tem registado uma maior actividade desde sábado à noite, estando a expelir cinza e rochas até oito quilómetros de altura. Cerca de 12.300 pessoas já deixaram as suas casas, de acordo com a agência nacional de catástrofes indonésia.

 

Este domingo, o vucão Sinabung entrou em erupção oito vezes em apenas algumas horas, de acordo com as autoridades. Os relatos e as imagens dão conta de uma “chuva de pedras” sobre uma grande área, fazendo com que milhares de pessoas fugissem de casa. “As pessoas entraram em pânico na noite passada porque a erupção foi acompanhada de um som estrondoso alto, além de vibrações. Depois começaram a chover rochas”, disse o funcionário do governo local Robert Peranginangin, citado pela agência Reuters.

 

As autoridades aumentaram o raio de evacuação de três para cinco quilómetros e as forças militares já estão no terreno. Cerca de 12.300 pessoas foram retiradas de oito vilas próximas da montanha para acampamentos preparados pelo governo. Outras seis mil pessoas foram para abrigos temporários.

 

O Centro Indonésio de Catástrofes Geológicas e Vulcanológicas elevou o nível de alerta para o vulcão para o ponto mais alto numa escala de quatro, o que significa uma erupção em perigo iminente.

 

O Sinabung é um dos cerca de 130 vulcões activos da Indonésia, o quarto país mais populoso do mundo. Em 2010, o vulcão entrou em erupção e obrigou à retirada de mais de 30 mil pessoas. Recentemente, a erupção vulcânica mais mortífera naquele país foi a do Monte Merapi em 2010, perto da cidade de Yogyakarta, e que provocou a morte a mais de 350 pessoas.

 

 

publico.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.