ARFSV paga parte da dívida e a bola volta a rolar em São Vicente

22/11/2013 01:17 - Modificado em 22/11/2013 01:17
| Comentários fechados em ARFSV paga parte da dívida e a bola volta a rolar em São Vicente

arbitroO NN apurou que a Associação Regional de Futebol de São Vicente pagou parte da dívida que tem para com os árbitros que prestaram serviço nos campeonatos que compõem a região desportiva. Com a resolução em parte do problema, isto é, a entrega de 250 mil escudos, os árbitros decidiram suspender o boicote e, neste fim-de-semana, a bola voltará a rolar, com a realização da Supertaça.

 

No mês de Outubro, o Conselho de Arbitragem da Associação de Futebol de São Vicente em conciliação com os árbitros, decidiu interromper os serviços prestados à Associação Regional de Futebol de São Vicente. Em causa estavam as dívidas no valor de 289 mil que a ARFSV tinha por saldar com os “homens do apito”.

Neste sentido, houve uma paralisação dos trabalhos por parte do árbitros, que negaram marcar presença no jogo da Supertaça entre CS Mindelense e Falcões do Norte, no dia 26 Outubro. A partida marcava o arranque da nova época, mas com o “não” dos árbitros, o início das competições ficou suspenso.

Para resolver a situação, a ARFSV convocou uma reunião com a Câmara Municipal de São Vicente para assumir as suas responsabilidades para com a arbitragem. Contactado pelo NN, o Conselho de Arbitragem assegura que recebeu um cheque da ARFSV no valor de 250 mil escudos para pagar parte da dívida, cujo valor total é 289 mil escudos.

Deste modo, o Conselho de Arbitragem em concertação com os árbitros entendem que há condições para retomarem os trabalhos. Por isso no próximo fim-de-semana vão comparecer ao jogo da Supertaça e nos jogos do Campeonato Regional para que a bola volte a rolar em São Vicente. Mas esperam que o problema de dívidas seja resolvido em tempo útil para não venha a criar novos entraves ao futebol em São Vicente.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.