Oprah Winfrey defende que os racistas “têm de morrer”

20/11/2013 09:51 - Modificado em 20/11/2013 09:51

oprahEm entrevista à BBC, para promover o filme “O Mordomo”, a apresentadora de televisão norte-americana Oprah Winfrey afirmou que as pessoas mais preconceituosas “têm de morrer” para que o racismo possam ser erradicado.

 

“Ainda há gerações de pessoas, pessoas mais velhas, que nasceram, foram criadas e ‘mergulhadas’ nisso, nesse preconceito e racismo, e simplesmente têm de morrer”, atirou Winfrey ao jornalista britânico Will Gompertz.

 

O entrevistador aproveitou o rumo da conversa para perguntar à magnata se ela acha que o presidente Barack Obama já foi vítima de racismo. “Acho que há um certo nível de desrespeito para com o governo. Isso acontece muitas vezes porque ele é afro-americano. Não há dúvida quanto a isso. É o tipo de coisa que todos pensam mas não dizem”, respondeu.

 

Oprah concedeu a citada entrevista à BBC, na semana passada, com o propósito que promover o muito elogiado filme “O Mordomo”, que retrata a história verídica de um mordomo afro-americano que trabalhou na Casa Branca durante mais de três décadas e serviu oito presidentes. A produção cinematográfica conta com a apresentadora no papel da problemática mulher do personagem principal (Forest Whitacker) e foi amplamente falada em Portugal uma vez que foi o músico Rodrigo Leão quem compôs a respetiva banda sonora.

 

 

jn.pt

  1. C.J.W. FERREIRA

    Simá Orpah tá fálá, el também tem de morré!! Sé comentár cá podia ser más RACISTA e intolerant. Orpah é feia,preta e rogante com dinhér demás!!!

  2. Oprah

    Calado ficas melhor CJWF, inveja mata…

  3. Luis Alberto

    Essa preta tá tchérê maff!!!… Só asnera!!!!

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.