Irlanda quer as mesmas condições que Espanha no plano de resgate

10/06/2012 23:57 - Modificado em 10/06/2012 23:57
| Comentários fechados em Irlanda quer as mesmas condições que Espanha no plano de resgate

A Irlanda quer renegociar o seu plano de resgate para beneficiar das mesmas condições de Espanha, que deverá receber ajuda externa sem se comprometer com reformas económicas, diz a agência noticiosa AFP, citando fontes europeias.

“A Irlanda levantou a questão da necessidade de assegurar, de forma retroactiva, e no que toca ao seu resgate, a paridade face ao acordo feito com Espanha”, disse a fonte europeia à AFP, em informações que a agência diz terem sido confirmadas por outra fonte europeia não-identificada.

Em Novembro de 2010, a Irlanda recebeu da União Europeia (UE) e do Fundo Monetário Internacional (FMI) um financiamento de resgate de 85 mil milhões de euros para salvar o sector bancário, mas à custa de fortes medidas de austeridade.
Ao contrário da Irlanda, o ministro da Economia espanhol, Luís de Guindos, afirmou, ao anunciar o pedido de auxílio internacional, que o acordo para salvar o sistema financeiro espanhol não impõe mais condições à economia de Espanha, para além de medidas que se aplicam ao sector bancário.

Dublin planeia fazer o pedido de renegociação do resgate no próximo encontro de ministros das Finanças dos 17 países da zona euro, que deverá decorrer a 21 de Junho, disseram as fontes, à AFP. Por seu lado, a ministra das Finanças finlandesa, Jutta Urpilainen, disse, este fim-de-semana, que vão continuar as negociações para definir os detalhes do resgate a Espanha e que a Finlândia pode exigir garantias em troca da ajuda externa aos bancos espanhóis.

“Fica claro que o resgate vai acontecer (…) Os pormenores do plano estão ainda em discussão”, disse Jutta Urpilainen, após uma conferência de imprensa, que se seguiu à reunião do Eurogrupo, na qual os ministros das Finanças dos 17 países da zona euro debateram o resgate espanhol.

Urpilainen frisou, no entanto, que “se os fundos de ajuda a Espanha forem retirados do Fundo Europeu de Estabilidade Financeira (FEEF), a Finlândia vai pedir garantias”.

 

Oje.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.