Idosos e pessoas doentes abandonadas para morrerem sozinhas: descuido ou crueldade?

15/11/2013 00:44 - Modificado em 15/11/2013 08:46

Idosos AbandonadosAlguém precisa de ser responsabilizado ou então assumir a própria desumanidade perante o abandono daqueles com quem um dia partilhou um lar e teve relações de afecto. É preciso, caso contrário, a pouca vergonha e a maldade ficam impunes.

 

A questão dos idosos e pessoas com problemas de saúde que vivem abandonados na ilha de São Vicente, está a preocupar as autoridades. É que essas pessoas vivem sozinhas, à mercê da sua sorte e quando morrem, os vizinhos só se apercebem quando o corpo já se encontra em avançado estado de decomposição e o mau cheiro invade o bairro. Crueldade? Distracção? Abandono? Certamente. Isto numa comunidade pequena que é tida como solidária. E os culpados do abandono são sem dúvidas as famílias: “a maior parte das mortes resulta de doenças prolongadas ou devido à idade avançada dessas pessoas. Mas o certo é que depois de abandonadas, vivem retraídas no seu meio. Isto é, saem poucas vezes à rua pelo que os vizinhos nem dão pela sua falta. E quando morrem, só são descobertas quando o mau cheiro do corpo se espalha pelo bairro” – esclarece a Delegacia de Saúde. Esta contestação dos técnicos está de acordo com o que se constata na no dia a dia: existem cada vez mais velhos e doentes abandonados à própria sorte. A realidade é dura e triste mas essas pessoas passaram a viver sozinhas sem o apoio da família. Isto numa comunidade pequena, onde praticamente todos se conhecem. O mais grave é que estes casos estão a aumentar.

Nos últimos meses, as autoridades criminais e sanitárias registaram várias mortes de idosos que viviam sozinhos e abandonados. E agora, no espaço de três dias, foram encontrados dois homens com cerca de 50 anos sem vida nas próprias casas, cujos corpos se encontravam em estado de decomposição. E com as averiguações descobriu-se que estavam doentes.

 

Preocupação

 

Nestas circunstâncias, quer a PJ, quer a PN e a Delegacia de Saúde mostram-se preocupadas com a situação que tem sido recorrente na ilha de São Vicente. Por isso, asseguram que é urgente que as famílias assumam as suas responsabilidades perante os familiares com idade avançada. Muitos são asilados em residências e, posteriormente, passam a viver sozinhos e abandonados. E, por saírem raramente à rua, acabam por cair no esquecimento das pessoas que vivem à sua volta.

O NN conversou com um inspector da PJ e uma médica que partilham da mesma opinião acerca deste problema que assola a ilha de São Vicente. Segundo os nossos entrevistados “a família é a principal culpada quando ocorrem casos desta natureza, uma vez que abandonam os seus parentes nalguma residência e não lhes prestam qualquer auxílio. A maioria padece de alguma doença e precisa de apoio regular”.

Por outro lado, defendem que “quando se encontra o corpo em avançado estado de decomposição, providenciamos esforços para fazer a autópsia, para saber a causa da morte. Mas há casos em que a putrefacção do cadáver impossibilita a realização do exame, ao mesmo tempo que traz riscos para a saúde dos moradores. Por isso, ordena-se a sua condução imediata ao cemitério. E há famílias que criticam o nosso procedimento quando, na verdade, elas poderiam ter evitado essa fatalidade”.

O certo é que o número crescente de pessoas doentes e idosas abandonadas e que acabam por morrer não permite continuar a fechar os olhos diante dessa barbaridade. Alguém precisa de ser responsabilizado ou então assumir a própria desumanidade perante aqueles com quem um dia partilhou um lar e teve relações de afecto. É preciso, caso contrário, a pouca vergonha e a maldade ficam impunes.

  1. valdirfernandes

    kel asuntu li familias e maior kulpadu. ses grandi ta djobes ti es da omi ku mudjeres, oras ke pes retribui kuze kes ta fazi, es ta pega es ta pus na azilu ou es ta dexas dentu kaza pes ba distranka, ses vida. otus ku kondison mas es ta atxa mas ses grandi ta atrazas nas ses vida por isu es ta dexas ses grandi longi des es ka ta djobi oras ki fladu ma dja mori es ta fingi mes teni magua es ta bem gasta munti dinheru na interu sem nesisidadi un bes ki kel dinheru era pa djudaba ses grandi na vida

  2. C. V

    A cada dia que passa, estamos a perder os nossos valores, e cair num ponto de afastarmos do que nos dignifica e não honrar aquilo e aqueles que deram a suas vidas, para nos criar, educar e lutar para que o nosso amanhã venha a ser o que todos ou alguns desejariam.
    É certo que o nosso hoje, não será o nosso amanhã, hoje somos jovens cheio de forças e cremos em algo ou alguém que nos leva a abandonar os que são Raízes.
    Somente DEUS sabe do amanhã, Ama o Próximo como a Ti mesmo.
    Somos Passageiros..

  3. vasco monteiro

    É deveras preocupante o que está a acontecer nesta terra.Sem palavras para descrever tal situação.

  4. Julio Goto

    Sao Vicente tem tudo Para Dar Certo Palavras do Presidente da Republica de Cabo Verde Jorge C. Fonceca.
    A UCID tem alertado o problema da Ilha .
    O MPD tem agido da mesma forma ficando as veses entre calado e suzudo
    Filomena Martins enquanto namorava com o fulano tal defendia que era jogada suja do Monteiriro e alguem que tentava segir o caminho dele (Jorge Santos do MPD).
    Quem tem arruinado SONCENT sao os deputados INCONPETENTES do PAICV
    Viva Onesimo Guste N, Monteiro os unicos representantes

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.