Sepultura de Cize vai ser ornamentada: Mas para quando uma placa de identificação?

13/11/2013 00:01 - Modificado em 12/11/2013 22:57
| Comentários fechados em Sepultura de Cize vai ser ornamentada: Mas para quando uma placa de identificação?

OLYMPUS DIGITAL CAMERACesária Évora faleceu a 17 de Dezembro de 2011 e foi sepultada na cidade do Mindelo, ilha de São Vicente. A verdade é que a sepultura da cantora encontra-se no mesmo estado, aquando do seu funeral. Neste momento, o túmulo não possui uma identificação de Cize, uma situação que não agrada a muitas pessoas. Mas por outro lado, o NN apurou que nos próximos meses, a cova deverá receber obras de restauração.

 

O NN apurou que a sepultura da cantora Cesária Évora não sofreu qualquer intervenção desde que a Diva dos Pés Descalços faleceu. O sepulcro mantém-se no estado normal, coberto de flores, que são levadas por turistas e sem um símbolo que indique tratar-se da campa de Cesária Évora. Isto quando a campa de Cesária Évora é a mais visitada do cemitério.

 

Mas este online soube que por ordem de peritos, os túmulos só devem receber obras de restauração depois de um ano. Isto para evitar que haja um afundamento e estragos na lápide. Os familiares de Cize chegaram a contactar uma agência funerária na ilha de São Vicente para ornamentar a campa da cantora. Neste sentido, está-se a aguardar a decisão final da família para que a sepultura de Cesária Évora ganhe uma nova imagem.

 

Porém, apesar de ser necessário aguardar o período para a restauração, há cidadãos que afirmam não entender a razão pela qual o túmulo de Cize não possui “pelo menos uma placa de identificação”. Como alguém que postou um comentário “já é tempo de se fazer uma limpeza e substituir as flores e quiçá de se construir um mausoléu digno da Cize”. E, por sua vez, Rogério Rodrigues escreve que “já é tempo das autoridades nacionais (municipais) pensarem na sepultura da nossa Diva”.

 

É que para as pessoas prestarem a sua homenagem à cantora, têm de pedir ajuda aos funcionários do cemitério, porque quem não conhece o local corre o risco de se perder. Quanto à preservação da sepultura de Cesária, está por conta da família. Em relação ao controlo para não haver actos de vandalismo ou furto das coroas de flores, fica por conta dos serviços da CMSV que regem o cemitério.

 

Protecção

 

Questionado como garantem a segurança do sepulcro, o funcionário da CMSV afirma que não existe uma segurança específica, mas que há vigilância geral no cemitério durante 24 horas. O responsável do cemitério assegura que ainda não se registou qualquer incidente com a sepultura da Diva dos Pés Descalços e que é aquela que recebe mais visitas, na sua maioria turistas.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.