Os bidiões voltaram a Laginha

12/11/2013 07:13 - Modificado em 12/11/2013 12:43

Quando do anuncio das obras a serem realizadas na Laginha uns dos problemas levantados tinha a ver com a extinção ou diminuição da fauna. Uns diziam que sim outros que não. Mas junto do esporão nasceu um local onde os peixes vão comer: “mariscar ” no dizer de um pescador , que passou a lançar as redes nesse local. E a fauna tem sido boa.

 

  1. Fragata

    Substituindo a Laginha que está encerada a chamada “Pedra de Doca” é uma óptima alternativa.
    Apenas alguns pescadores resolveram colocar permanentemente aí uma rede de pesca, constituindo assim um perigo enorme para os banhistas para além de pescarem peixes sem o tamanho legal.
    A policia de piquete passa de em quando em vez por lá, têm visto a situacao e têm até preguiça de abandonar o assento do carro para averiguarem tal situação.
    Este País está entregue à bicharada a todos os níveis e não vai mudar tão depressa.
    Tambem Cova de Inglesa é outra alternativa para a Laginha. Mas o pior ainda é que diariamente dois cavalos vão tomar banho de manha na mesma praia sem o minimo de respeito pelas pessoas que aí recream? E se um ou outro banhista mais assertivo os chame atenção corre o perigo de levar uma patada desses cavalos.Talvez o dono do Rancho aí próximo nao esteja a parte da brutalidade dos seus empregados pois se acontecer um acidente provocado por tais cavalos o proprietário corre o risco de ter de pagar uma pesada indemnização ao sinistrado. Tambem a Policia que constantemente aí passa a caminho do aeroporto deveria passar uma vista de olhos o que lhes nao ficava mal perante a população.

  2. Grito de Dor

    QUEM DZE Q PEXE TAVA TA BA CABA NA LAGINHA?
    M UVI DZE Q A AREIA TAVA TA BA TER CONSEQUENCIAS NEGATIVAS NALGUNS ESPÉCIES.
    PA FILOMENA VIEIRA SONCENTE TA ÀS MARAVILHAS. TCHEU TRABOI, SEM ASSALTOS, ROUBOS, TCHEU EMPRESAS TITA ABRI E INVESTI, ETC ETC.
    PA ELA SONCENTE TA MODA JAPAO.
    É PRECISO TER MUITA LATA.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.