Na luta no mar da esperança

8/11/2013 00:51 - Modificado em 8/11/2013 00:51
| Comentários fechados em Na luta no mar da esperança

Eneida, vendedeira no “Plurim” de peixe, conta ao NN que a vida não tem sido fácil, mas arregaça as mangas todos os dias e apela aos clientes para comprarem peixe na sua banca.

A vendedeira diz que “faço de tudo para vender o meu peixe, porque disto dependem os meus filhos para comerem”. Contudo, a entrevistada já vendeu na rua e considera mais difícil, isto porque não tinha onde guardar o peixe que ficava por vender. No entanto, no “Plurim” tem uma câmara frigorífica onde guarda o peixe e espera que o dia seguinte seja melhor e que o freguês compre.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.