Questões financeiras põem competições em “banho-maria”

6/11/2013 03:06 - Modificado em 6/11/2013 03:06

futebol e dinheiroA nova época futebolística na ilha de São Vicente parece estar condicionada por diversas questões: os árbitros boicotaram prestar serviço, enquanto a Associação Regional Futebol São Vicente não lhes pagar o que deve. Por outro lado, a ARFSV enfrenta constrangimentos a nível financeiro e, agora, a situação complicou-se porque a CMSV deixou de atribuir subsídios aos clubes que, agora, fazem contas à vida.

 

A Câmara Municipal de São Vicente para colocar justiça na atribuição de subsídios na área do desporto decidiu retirar do orçamento a verba de 200 mil escudos que atribuía aos clubes de futebol que participam nas competições regionais. Mas para os clubes, esta decisão começou a gerar dificuldades pois, estando mergulhados em dificuldades financeiras viam no apoio da CMSV um auxílio para realizarem a próprias actividades

 

Sem ver uma luz ao fundo do túnel para ultrapassar a situação, vários clubes já deixaram expresso à ARFSV que enfrentam dificuldades para procederem à inscrição de jogadores e preencherem outros requisitos que lhes permitam participar na nova época.

 

Com a nova época futebolística em risco, a Associação de Futebol de São Vicente, através do seu presidente, Benvindo Leston, pretende encontrar-se com o presidente da CMSV, Augusto Neves, como forma de lhe apresentar o “real diagnóstico” dos clubes. Isto para que a edilidade possa reconsiderar a sua decisão e continuar a atribuir o subsídio aos clubes.

 

A ARFSV quer resolver as questões financeiras que travam o arranque da nova época que, por agora, está em risco. É que os clubes não têm dinheiro e as competições não têm data para iniciar, numa altura em que a associação que gere o futebol em São Vicente luta para que haja um arranque em tempo útil.

  1. Adepto de SV

    É mesmo triste o que esta a acontecer com o nosso futebol, questões financeiras que sempre foram ultrapassadas com muita sabedoria, é caso para dizer ao Sr. Benvindo Leston, que isto é para ele aprender que quem não tem cú, não deve beber mel, ele quer aparecer a todo o custo, agora ele tem que pagar a factura.

  2. Mindelense

    Isto é uma vergonha, a Camara Municipal de SV, ja vendeu tudo o que restava para vender, lugares que podiam dar algum lucro a Autarquia foram vendidos em detrimento de terceiros como, o vareador Benvindo Cruz, Claudia Salomão e Victor Estrela que ficaram impune aos olhos da lei ,por isso o futebol hoje esta a sofrer as consequências nefastas desses cidadãos que se dizem exemplares, por favor Sr. Presidente, S. Vicente sem futebol é um caso bem perigoso, pense e repense sobre esta situação.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.