Juiz manda mais um “caçubodista” para a cadeia

6/11/2013 03:01 - Modificado em 6/11/2013 03:01

cadeia da praia 01O Juízo Crime de São Vicente mantém a tolerância zero para com os “caçubodistas”.

Nas últimas semanas, vários indivíduos foram colocados em prisão preventiva. Desta vez, foi um jovem da zona da ilha de Madeira que, segundo o magistrado, também constitui um perigo para a sociedade. Por isso, a cadeia afigura-se como o lugar mais indicado para eles.

 

O Juízo Crime procedeu ao interrogatório de um jovem de 22 anos detido pela Brigada de Investigação Criminal e com passagem pela Polícia Judiciária e pelo Corpo de Intervenção por prática de assaltos contra pessoas e propriedades em várias áreas da ilha de São Vicente.

Este online soube que o indivíduo, conhecido por “Pérereca” foi entregue ao Departamento da Polícia Judiciária que tinha um mandado de captura devido ao seu envolvimento em actos ilícitos nas ruas da cidade do Mindelo e arredores. O jovem tem cadastro na Polícia e é referenciado como membro do gang Pintchá Andór e por ter participado em vários motins.

Por outro lado, na sequência de uma investigação policial as autoridades criminais conseguiram provas de que o suspeito estava a assaltar pessoas nas zonas de Ribeira Bote, Alto Sentina, Impena, Rotunda, arredores de Bela Vista, Fonte Felipe, Vila Nova, arredores da Cadeia da Ribeira e Mercado.

“Pérereca” foi detido por ordem do Tribunal por estar referenciado junto das autoridades policiais e na PJ como “caçubodista” e pelo facto de ter vários processos em fase de instrução na Procuradoria de São Vicente por prática de “caçubody”.

De acordo com informações colhidas pelo NN, o jovem confessou a autoria de vários assaltos e a Polícia conseguiu recuperar vários produtos. O Juiz considerou os suspeitos como um perigo para a sociedade, na medida em que nalguns assaltos chegaram a agredir as vítimas com armas e fizeram ameaças com uma catana.

  1. VOZ

    ´Bom trabalho. Eles não têm o direito de excusar o crime com a falta d emprego. Há muitos desmpregados a circular ns ruas, mas não fazem mal à ninguém.
    Ês te dzê: Trabói catem, conde ês divia dzê no tem falta de dnher pa sustenta nôs vicio. Ora kes tra alguem sis prtense, es te gasta kel dnher ê na droga e alcool. Forsa lá POLICIAIS!!!

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.