Orlando Delgado enaltece apoio dos deputados nacionais

31/10/2013 00:09 - Modificado em 31/10/2013 00:09
| Comentários fechados em Orlando Delgado enaltece apoio dos deputados nacionais

orlando-delgado_presidente CMRGO presidente da Câmara Municipal da Ribeira Grande, Orlando Delgado que se posicionou contra a desactivação da Cadeia de Ponta do Sol sublinhou estar satisfeito com o consenso obtido entre os deputados nacionais do MpD e do PAICV, pelo círculo eleitoral de Santo Antão contra o encerramento dessa prisão. Para o edil da Ribeira Grande, o fecho desse presídio vai ter elevados custos sociais e económicos para as famílias dos reclusos.

 

Orlando Delgado defende que o anúncio público desse consenso não foi uma novidade para a autarquia, uma vez que os seis deputados no encontro que mantiveram com os edis foram unânimes em sublinhar que “a desactivação da Cadeia de Ponta do Sol e a transferências dos reclusos vai trazer constrangimentos a muitas famílias de Santo Antão”.

 

Os deputados do MpD e do PAICV foram pedir ao Governo para reavaliar a própria decisão. E parece que depois de uma reunião com os deputados Arlindo do Rosário e Carlos Delgado, do MpD e do PAICV, respectivamente, em representação dos restantes colegas, o Ministro da Justiça José Carlos Correia apresentou aos deputados uma luz ao fundo do túnel: o MJ vai ponderar o encerramento do presídio.

 

Arlindo do Rosário e Carlos Delgado defenderam que a desactivação do presídio terá custos sociais e económicos elevados para as famílias dos reclusos e, ainda, que terá implicações directas na vida dos presos no que concerne à sua reintegração social. Isto, depois das Câmaras Municipais terem assinado um protocolo com a Direcção-Geral dos Serviços Prisionais a pensar na reinserção social dos reclusos com o apoio das respectivas famílias.

 

Por seu lado, Orlando Delgado assegura que a proximidade das famílias com os seus presos é uma mais-valia para a reinserção social. E que a transferência dos 52 reclusos para a Cadeia de São Vicente compromete a vida dos familiares que possuem fracos recursos económicos, pelo que não poderão atravessar o canal para chegar a São Vicente.

 

O presidente da Câmara Municipal da Ribeira Grande mantém a convicção de que no presídio não há nenhum problema de segurança que leve a essa evacuação. Por isso, afirma que existe apenas a necessidade de criar condições para o seu funcionamento enquanto o projecto da construção de uma nova Cadeia Regional não sai do papel, já que o terreno para a construção do novo presídio foi disponibilizado e o projecto está elaborado.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.