Fiscalização ao detalhe para impedir o furto de motociclos

25/10/2013 01:43 - Modificado em 25/10/2013 01:43

OLYMPUS DIGITAL CAMERANos últimos meses, o roubo de motociclos na ilha de São Vicente estava a preocupar os cidadãos, visto que a situação deixava avultados prejuízos para os proprietários. Para alterar este cenário, as autoridades policiais estão a fazer o cerco aos larápios. A PN chegou a apreender mais de 30 motos nos últimos nove meses. Este online soube que a Polícia está a realizar uma fiscalização ao detalhe para impedir a proliferação do furto de motociclos.

 

O aumento de casos de roubo de motociclos na cidade do Mindelo fez com que as autoridades policiais adoptassem medidas para deterem os gatunos, porque os autores dos roubos encontraram soluções para camuflar quaisquer sinais que possam indiciar o furto. E uma das maiores dificuldades na recuperação das motas deve-se à adulteração dos chassis e à modificação da sua estrutura exterior.

 

O NN apurou que após o assalto, os responsáveis fazem a desmontagem das peças exteriores e adulteram a inscrição, de modo que o motociclo fique irreconhecível aos olhos do proprietário e das autoridades. Por isso, para driblar esta situação, a PN tem apertado o cerco aos indivíduos que transitam em motociclos com essas características.

 

Por outro lado, a Polícia Nacional adoptou uma estratégia com base em operações de fiscalização “ao pormenor” no trânsito. E, ainda, com incursões nos bairros de São Vicente, onde passam a pente fino os indivíduos que estejam na posse de motas, scooters ou lambretas.

 

Segundo informações colhidas no Comando da Polícia Nacional “já foram identificados motociclos com proveniência de uma acção ilícita. Faz-se a apreensão para sabermos onde essa pessoa adquiriu esse veículo. E ainda foram descobertos alguns motociclos com chassis e inscrição adulterados que foram roubados na via pública”.

 

Findo o processo de averiguações, a Polícia entregará o processo às instâncias judiciais para a aplicação das medidas vigentes na lei aos “ladrões de motos”. O NN apurou que alguns indivíduos se encontram em prisão a cumprir penas por envolvimento em esquemas de furto de veículos e motociclos na ilha de São Vicente.

  1. atento

    Devem fazer o mesmo para acabar com o aluguer clandestino de viaturas que vem prejudicando as empresas e o próprio estado

  2. Mindelense

    Em relacao ao aluguer de viaturas clandestinas a policia tem informacoes desde 2000 e nunca fizeram nada porque nao querem mesmo, ou alguem nao tem interesse. Porque a policia, a civil, por exemplo, um elemento da PJ de outra ilha, simula um aluguer com camara de video incorporada gravando toda a acao e no final da voz de prisao ao prevaricador????? Fala serio, isso e’ utilizado no mundo inteiro para prender bandidos….

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.