Árbitros boicotam Supertaça para reivindicarem o pagamento de dívidas

23/10/2013 01:21 - Modificado em 23/10/2013 01:21

arbitroO Conselho de Arbitragem da Associação de Futebol de São Vicente em conciliação com os árbitros, decidiu interromper novamente os serviços prestados à Associação Regional de Futebol de São Vicente. Em causa estão as dívidas a volta dos 300 contos que a ARFSV tem por saldar com os “homens do apito”.

 

O início da época futebolística 2013/14, na ilha de São Vicente está a ser marcado pela paralisação dos trabalhos por parte dos árbitros e assistentes. Neste ano, é a segunda vez que os árbitros dizem não ao pedido da ARFSV para apitarem jogos das provas regionais, pois a este online apurou que a Associação Regional de Futebol de São Vicente continua a não e honrar os compromissos que assumiu com os árbitros e assistentes.

Neste sentido, por unanimidade, os árbitros decidiram boicotar o jogo da Supertaça de São Vicente, entre o campeão regional, CS Mindelense e o finalista vencido na Taça, Falcões do Norte, inicialmente marcado para sábado, 26. Recorde-se que no mês de Maio, a final da Taça de São Vicente esteve para ser adiada.

Mas quanto aos jogos do Campeonato Feminino e dos escalões de formação sofreram uma paralisação, e a bola só começou a rolar nos campos de Bela Vista, Chã D´ Alecrim e Bitim, depois que a ARFSV 141 mil escudos para pagar parte da dívida. Mas o certo é que com o realizar de mais jogos, a dívida se aumentou e agora ronda os 300 contos.

 

  1. Arbitro SV

    É para confirmar essa noticia na qualidade de arbitro do conselho regional e dizer que estamos prontos para apitar e levar o futebol de SV a bom porto, mas queremos o que no é devido, pq esta associação não esta a cumprir com as suas responsabilidades e por isso resolvemos reivindicar da forma mais justas, esperemos que todos entendam a nossa reivindicação.

  2. Carlos Silva - Ralao

    A meu modo de ver nao acho que possamos considerar um boicote, cada um tem de assumir as suas responsabilidades. Entendo que a ARFSV esteja a fazer um esforco enorme para resolver esta situacao, e quero muito que aconteca com sucesso, porque amo ir ao Aderito Senna assistir jogos, mas nao podemos culpabilizar os arbitros, trabalho feito, trabalho pago. Se eu fosse os arbitros, mesmo com essa divida, continuaria a apitar, mas entendo tambem a preocupacao deles.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.