O marinheiro morto no “Príncipe dos Mares” era o sustento da mãe e duas irmãs

18/10/2013 00:54 - Modificado em 18/10/2013 09:11

navioFamiliares e amigos de Noureddine Naciri, de 45 anos, o marinheiro que foi assassinado a bordo do pesqueiro “Príncipe dos Mares” estão chocados com o sucedido.

 

A vítima vivia em Marin, Galiza, Espanha e era muito apreciada na sua comunidade, onde era tida como uma pessoa “alegre e muito educada”. Em declarações ao diário de PonteVedra, os amigos de Naciri dizem que “para achar alguém tão bom como Naciri é preciso procurar entre 40 milhões de pessoas”. E devido a essas qualidades, as pessoas da sua comunidade consideram que “é impossível que se tenha metido nalguma briga”. E não se meteu. De acordo com os testemunhos dos tripulantes do pesqueiro à PJ, Noureddine Naciri estava a dormir quando foi atacado com uma faca pelo cozinheiro.

Em declarações ao juiz o confesso homicida revelou que ” atacou imagens que via” e só soube que tinha matado Naciri depois os ex.colegas lhe relataram o sucedido.

O diário de PonteVedra escreve que a vítima trabalhava no navio há 15 anos e que era considerada como um familiar pelos donos do “Príncipe dos Mares”. Naciri era responsável pelo sustento da mãe e de duas irmãs que vivem em Marrocos e preparava-se para se casar.

  1. triste tirar a vida a um inocente desta forma, que a justiça seja feita.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.