Filomena Martins defende proximidade com os munícipes

6/06/2012 01:45 - Modificado em 6/06/2012 02:26

A candidata do PAICV à presidência da CMSV, Filomena Martins realizou uma visita a zona de Alto Solarino. Martins fez-se acompanhar dos restantes membros da lista para os órgãos camarários e da Assembleia Municipal de São Vicente. Em Alto Solarino a candidata à presidência da CMSV apresentou a sua agenda local de desenvolvimento para São Vicente.

 

A candidata à presidência da CMSV, Filomena Martins apresentou aos moradores de Alto Solarino os seus planos para que a ilha de São Vicente possa ter um desenvolvimento sustentável. Na companhia de Jorge Tiene, candidato à presidência da AM e de alguns membros da lista fizeram contactos porta a porta e entregaram a sua plataforma eleitoral sob o lema “Soncent ê nôs tud junt”. Na base dessa visita também fizeram uma passagem pela zona de Fonte Felipe para levar os seus projectos à algumas residências.

Filomena Martins visitou algumas residências e junto dos moradores partilhou a sua visão para o desenvolvimento sustentável da ilha de São Vicente. Martins defendeu que chegou a hora das pessoas colocarem de lado o espírito pessimista a volta do desenvolvimento da ilha. Porque os sãovicentinos têm capacidade para fazer com que a ilha catapulte para outro patamar.

A candidata do PAICV afirmou que a sua candidatura é para servir os interesses da população de Alto Solarino e dos restantes munícipes. Por isso aposta num princípio de proximidade com os munícipes, para que a modernização e a melhoria da qualidade de vida sejam uma realidade.

Por outro lado defendeu que os cidadãos devem apostar na cultura, nos sectores como o turismo, mar, e indústria de modo a proporcionar a criação de empregos e obtenção de rendimentos. Porque a ilha possuiu a maior taxa de desemprego e é preciso projectar o município na rota de uma economia que traz benefícios para os sãovicentinos.

Por outro lado a candidata do PAICV falou do planeamento do território, das politicas sociais no ramo da habitação, recursos humanos e em conversa com os jovens reiterou que a sua plataforma contém projectos que apostam na formaçao, educaçao e emprego para camada jovem. Mas também defendeu que os jovens devem romper com o círculo de formação para desemprego e apostar em áreas que lhes permitam inserirem-se no mundo do trabalho.

  1. Mindelense

    Desta vez vou votar PAICV. Espero que se ganharem, possam acabar com este bloqueio feito de propositadamente aos projectos e gentes de São Vicente. Chega de afronta… Se, pelo contrário, no fim do seu mandato, ainda estivermos na mesma situação, então só poderemos concluir que Praia é contra o desenvolvimento de São Vicente, E ai, temos que nos libertarmos dos partidos, e lutar por São Vicente contra tudo e todos, a ferro, sangue e fogo.

  2. José Manuel de Jesus

    Esta senhora pode ser Presidente mas na Praia, sua ilha de adopção e onde tem os seus bons amigos. Para S.Vicente não serve.

  3. Toy Mendes

    Concordo plenamente com o teu comentário “mindelense”. Vamos dar quatro anos para o PAICV provar que não está contra o desenvolvimento de São Vicente. O MpD de qualquer forma não pode fazer nada senão roubar. Não temos outra alternativa senão votar PAICV. Isto não pode ficar pior do que está. Ou fica na mesma ou melhora. Vamos ver o que é que a Nelita é capaz de fazer.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.