Mobilidade sob fogo cruzado da UCID e PAICV

9/10/2013 00:54 - Modificado em 9/10/2013 00:54

Assembleia Municipal de São Vicente avalia situação financeira (1)A primeira sessão dos trabalhos da Assembleia Municipal ficou marcada pelas intervenções políticas das bancadas. A UCID que foi a primeira a intervir falou no desrespeito e menosprezo do trabalho dos eleitos municipais por parte da Câmara Municipal. Diz que “há uma hierarquia e que tem de ser respeitada”.

 

Lídio Silva fala de desrespeito na forma de tratamento das funcionárias da Assembleia com entrada proibida nos eventos como no palanque do Carnaval e também no Festival da Baía das Gatas. Mas, em tom crítico Silva fala dos “intocáveis” na Câmara Municipal que nos eventos levam “tudo e todos”.

O período antes da ordem do dia esteve ainda marcado pela questão da mobilidade dentro da Câmara como alvo dos discursos e questionamentos políticos. A UCID e o PAICV foram as bancadas a levantarem estas questões. Lídio Silva disse que chegou à sua bancada que “a edilidade tem realizado um programa de mobilidade com critérios pouco claros”. Alcides Graça do PAICV disse que esta “situação é delicadíssima” e que tem de ser vista.

As duas bancadas afirmam que não têm nada contra a mobilidade e reconhecem que até é salutar como forma de estimular os trabalhadores mas que deve ser feita de forma correcta de modo a respeitar a formação dos trabalhadores.

A bancada do MpD não opinou sobre a situação mas deixa a mensagem que se há problema tem-se que “clarificar o problema”.

  1. Oi vivo na melon

    A questão da mobilidade dentro da CMSV foi feita com base em retaliações vingaçazinhas do ditador Augusto e tem efeitos perniciosos sobre os visados. Tratou-se de uma autêntica caça às bruxas; chegou-se ao cúmulo de colocar técnicos com pós-graduação/ mestrado a fazer trabalho administrativo nos recursos humanos!!!!! É de bradar aos céus. Mas atinge a todos e não só a querida irmãzinha do Tcheps… sim, porque este assunto só foi levantado na AM porque a Eunice foi colocada na prateleira dos RH.

  2. Boneh Pa Ninguém

    Oi vivo na melon está certo! O Tcheps defende a irmãzinha com alguma razão mas e os outros funcionarios que foram mobilizados?! E o departamento jurídico que foi fechado, por capricho do Sr. Presidente de CMSV? Já agora, o Zé Leite Jornalista devia vir a público defender a sua dama Lígia e O Djon de Polina e a Polibel deveriam vir defender a Lucy. Assim, ficava tudo defendido. Mas livrem-se se a Polibel entrar no barulho: ela a defender a irmã é pior que bitch!!!!

  3. Txenta

    É pá espia es kosa.pq Gust tá esquecid q lá éne se kintak e el sabê k el éne persona gratá de MPD. Muita kalma nesta hora Sra. pq quem tá ri na fim tá ri mejor . Polibel deve ser que Gust tá pagál pá kel quek esdal pá sebi na trono. Aqui se faz aqui se pagá . Assim kes tá dze sem desejá mal ., mas quem por mal anda por mal acaba. Deus é grande . Sr. Zé Leite esclarece gente emjor sobre esse assunto de reviravolta na Câmara que Sr. Agusto pensá ke se herança má kum sabê el ka herdá nada de ses pais.

  4. Pancracio Evora

    O pior disto tudo, é que se reduz o orçamento pq vai metendo mais gente da sua lista partidária na Camara (Secretaria Municipal) e inflacionando os salários com aumento exorbitante de conselheiros do Pres. Por outro lado, tarde se conclui que a Camara nunca estabelece critérios para nenhuma decisão. Aprenda com o Pres. Camara da Praia que é seu presidente de partido com perfil absolutamente diferente do seu. O Sr. já está a mais nesta Camara

  5. Má Digestão

    Eta digestão difícil de fazer nera Txenta?!?!? Toma uns dôs groque maf, dakeles k bo tá habituôd vais ver passa. Figa canhota bardolega espanha!!!! Vá di retro. Vê lá se consegues ajudar na resolução do problema dos mobilizados ao invés de estar a detilar fel contra quem nada te fez.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.