Génio de 10 anos entra na Universidade de Zurique

7/10/2013 01:28 - Modificado em 7/10/2013 01:28
| Comentários fechados em Génio de 10 anos entra na Universidade de Zurique

genio suiçaNão é “especializado em fazer amigos” mas é um pequeno génio matemático. Maximilian Janisch é um suíço de 10 anos que concluiu as provas de bacharelato em matemática com a nota máxima e agora irá frequentar um curso especial na Universidade de Zurique, divulgou esta quarta-feira a instituição de ensino.

 

De vez em quando há crianças que conseguem reunir a atenção em si pelos seus conhecimentos e capacidades de gente grande, apesar da sua juventude. Exemplos disso são Natasha Binder, considerada “novo Mozart”, e Kieron Williamson, um pintor milionário, ambos com apenas 10 anos.

O génio mais recente é Maximilian. Completou o ensino primário em três anos e, depois de quatro anos de escolaridade, quis candidatar-se à Universidade de Zurique, acesso que lhe foi negado devido à idade e por não ter concluído com sucesso todas as provas do bacharelato.

Após a insistência dos pais e depois de uma prova com resultados brilhantes, Maximilian conseguiu a entrada num curso especial dessa universidade. “É a primeira vez que recebemos um aluno tão jovem e tão dotado no nosso programa ‘Junior Euler Society’, direcionado para estudantes do liceu sobredotados”, afirmou, em declarações à agência France Press, o professor Michael Hengartner, presidente da Universidade de Zurique.

Este estabelecimento de ensino superior reconhece no jovem de 10 anos um pequeno génio da matemática. Por isso, terá acompanhamento personalizado, que irá incluir reuniões, de duas em duas semanas, com um professor para analisar questões relacionadas com o curso.

 

QUEM SAI AOS SEUS É MATEMÁTICO

Maximilian é filho de um professor de matemática reformado, um alemão de 67 anos, e de uma economista de 48 anos. Filho único, o pequeno génio frequenta atualmente uma turma com alunos de 13 anos.

Maximilian tem aulas diárias de matemática com o pai e admite que, apesar da sua capacidade para estudar, não ter muitos amigos. “Não sou especializado em fazer amigos”, afirmou a criança em entrevista publicada no jornal suíço ‘SonntagsZeitung’, em julho.

“Não encontro ninguém com quem possa falar sobre Arquimedes [matemático e físico grego] e a maioria não sabe quem é Gauss [Carl Friederich Gauss, um célebre matemático alemão que morreu em 1855]”, disse Maximilian, ao jornal.

 

 

cm.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.