Humberto Lélis ” uma eleição a três vai estimular as bases do MpD”

3/10/2013 00:50 - Modificado em 3/10/2013 00:50

LelisO NN dá a palavra aos três candidatos que vão disputar a eleição para coordenador do MpD em São Vicente. Começamos com Humberto Lélis que considera que disputa a três nestas eleições locais é positiva , pois vai dinamizar as bases do MpD.

 

Humberto Lélis, actual vereador na CMSV, é um dos três candidatos ao cargo de coordenador do MpD em São Vicente. A ambição deste candidato às eleições regionais é a oportunidade de continuar a dar o próprio tributo “no sentido de contribuir para mais vitórias a nível local e nacional”, como afirmou em entrevista ao NN. Acredita que chegou o momento de assumir a coordenação local do partido e colocar a sua “longa experiência e vivência partidária, tanto a nível local como nacional”, ao serviço da coordenação local do partido.

 

Ainda no período pré-eleitoral o candidato mostra-se confiante numa vitória aquando da realização das eleições internas do partido previstas para Dezembro. Dos contactos que Lélis diz já ter efectuado, afirma que a maioria dos militantes estão com ele. “Tenho dado a minha contribuição em várias vitórias e tenho sentido que estão comigo pelo trabalho realizado e também pela capacidade de trabalho que posso apresentar”, comentou Lélis.

 

Lélis quer que os actores políticos, deputados municipais e nacionais, delegados do partido e personalidades ligadas ou não ao partido possam dar o seu contributo ao partido. Para que isso aconteça, acrescenta que é necessário haver uma abertura por parte do coordenador. E acredita que tem essa característica, isto é, a capacidade de “promover uma sintonia dentro do partido e juntar sinergias” para alcançar os objectivos.

 

Moção de estratégia

 

“Durante o mandato pretendo identificar os vários constrangimentos que impedem o normal desenvolvimento da ilha” é o que espera fazer para conseguir promover o desenvolvimento de São Vicente. O problema identificado é o desemprego e aponta vários constrangimentos que não têm permitido resolver o problema. Segundo Lélis, um dos constrangimentos reside no sector dos transportes que classifica como o “calcanhar de Aquiles” no escoamento dos produtos produzidos em São Vicente e a ligação com Santo Antão e São Nicolau. “Quando temos uma grande produção e não a conseguimos escoar para o maior mercado do país, isso torna-se difícil para qualquer empresa”, acrescenta Lélis.

 

Segundo a moção de estratégia do candidato, são necessários investimentos em São Vicente em vários sectores do turismo, transportes, no aeroporto, dinamização do parque industrial e vários outros investimentos a nível das estradas e das vias de circulação no centro e nas estradas nacionais. Outro ponto defendido é a descentralização de serviços da Cidade da Praia para São Vicente que terá de ser feita em concertação com o Governo.

 

Disputa a três

 

A palavra união tem sido muito usada pelos responsáveis do partido. Mas a disputa a três nestas eleições locais, é vista de forma positiva por este candidato. “Porque mostra que os militantes estão interessados em servir o partido”, justifica Lélis perspectivando um movimento que vai estimular as bases e os militantes para estarem mais perto do partido.

 

Perspectiva uma vitória, por isso, espera “contar com os outros candidatos para continuar a trabalhar pelo partido”.

  1. Manuel Fernandes

    É preciso clarificar o que está em Jogo: e o que está em jogo são eleições internas do Partido. Quem pensa que estando a dirigir o Partido estará melhor posicionado para ser potencial candidato a camara não está a prestar o melhor serviço ao Partido. Esta moção de estrategia do Lélis é de quem quer dirigir a Camara, não para organizar a vida da familia mpedista em S. Vicente ou, então, desconhece esta função. Acredito nas boas intenções do Lélis mas está desfazado da realidade se pensa que tem as extruturas do Partido ao seu lado ou de quem o apoia. Todavia desejo-lhe força!….

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.