Google fez a maior remodelação do motor de busca desde 2010

2/10/2013 10:01 - Modificado em 2/10/2013 10:01
| Comentários fechados em Google fez a maior remodelação do motor de busca desde 2010

googleNo mês em que celebra 15 anos de existência como empresa (o site tem mais algum tempo), o Google anunciou ter feito a maior remodelação dos últimos três anos na tecnologia que determina os resultados da pesquisa.

 

O novo algoritmo chama-se Hummingbird, a palavra inglesa para beija-flor, está em funcionamento há cerca de um mês e foi concebido para responder melhor a perguntas completas colocadas pelos utilizadores (por oposição à introdução de apenas alguns termos de pesquisa).

 

O Hummingbird tem em consideração vários factores, muitos dos quais desconhecidos. Entre os elementos conhecidos, está o PageRank, o algoritmo que classifica uma determinada página na Web em função da quantidade e importância das páginas de que recebe links (o nome deve-se ao apelido de Larry Page, um dos fundadores do Google, não à palavra inglesa para página).

 

Numa conferência de imprensa feita simbolicamente na garagem californiana em que Page e Sergey Brin lançaram o Google, o vice-presidente responsável pela pesquisa, Amit Singhal, afirmou que o algoritmo já está a ser usado em 90% das pesquisas em todo o mundo, mas não entrou em detalhes técnicos, de acordo com a agência Reuters.

 

“Lembra-se do que era fazer uma pesquisa em 1998? Uma pessoa sentava-se e ligava o computador enorme, ligava o modem que fazia barulho, escrevia umas palavras e tinha dez links azuis para sites que tinham essas palavras”, escreveu Singhal, também nesta quinta-feira, num dos blogues da empresa. O executivo referia-se a uma altura em que o Google dava os primeiros passos e motores de pesquisa como o Excite, o Lycos e o AltaVista eram ferramentas de uso frequente para quem queria encontrar informação online.

 

Há 15 anos, os motores de busca eram essencialmente índices pesquisáveis da Web. Hoje, estas ferramentas incorporam tecnologia que procura compreender o significado das palavras e a intenção do utilizador, e dar-lhe uma resposta, em vez de apenas uma lista de sites onde aquelas palavras existem. É por isto que, nos motores de busca modernos, uma pesquisa pode apresentar imediatamente informação como o estado de tempo, a localização de um restaurante ou uma tabela comparativa entre dois produtos alimentares (por exemplo, pesquisando no Google “manteiga vs. margarina”).

 

O Hummingbird é a maior mudança da tecnologia do motor de busca desde 2010, altura em que foi alterado o funcionamento do índice da Web usado pelo Google, chamado Caffeine. É a partir deste índice que são escolhidas as páginas a apresentar aos utilizadores e uma página que não esteja no índice não aparece na lista de resultados. O Google vasculha a Internet para acrescentar elementos ao índice. Naquele ano, passou a fazer com que o processo de introdução de novas páginas passasse a ser contínuo, abrindo caminho para pesquisas em tempo real.

 

 

cm.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.