Rotterdam: Espero voltar a ver o meu marido com vida, temos cinco filhos para criar

25/09/2013 00:07 - Modificado em 24/09/2013 22:39

esperanca_luzTudo indica que o navio Rotterdam afundou depois de deixar o cais da Praia rumo à ilha da Boa Vista. Sobre os tripulantes, o armador afirma que se trata de sete cidadãos, cujo marinheiro Alfredo Bandeira de 49 anos, morador na localidade de Salamansa se encontrava a bordo. Este online sabe que o marinheiro chegou a falar com a mulher por volta das 23 horas, antes da saída do Rotterdam.

 

A mulher de Alfredo telefonou-lhe as 23 horas do dia 8 de Setembro ,meia hora antes do Roterdam ter deixado o Porto da Praia. Vivência disse ao marido que ” na rádio estão ler uma aviso sobre um alerta de tempestade e diz para os barcos não saírem para o mar”. Alfredo respondeu ” o capitão não está , assim que ele chegar vou lhe dizer”. O certo é que Vivência nunca mais falou com marido. E assim não sabe se terá falado ou não com o capitão.

 

Com o passar dos dias a tese do naufrágio do navio Rotterdam seguido de afundamento ganha fundamento embora não exista uma prova que aponte nesse sentido. As autoridades marítimas não têm explicações: não sabem se o navio afundou ou não. Mas o certo é que suspenderam as buscas, uma vez que não encontraram vestígios de afundamento do navio nos mares de Cabo Verde.

 

A família do marinheiro Alfredo Bandeira está a viver momentos de angústia aliados a um drama por não ter a presença do chefe de família que colocava o “pão na mesa”.

 

Volvidos 17 dias, a companheira de Alfredo sublinha que “faço votos que o navio esteja à deriva, porque até agora as autoridades não encontraram vestígios de naufrágio. Espero voltar a ver o meu marido com vida, porque temos cinco filhos para criar. E o nosso rendimento provinha do seu trabalho no mar”.

 

Esperança

 

Os familiares de Alfredo Bandeira convivem com um drama: o de não terem notícias da pessoa que garantia um sustento para a família. O momento é de espera, porque todos os dias tentam uma ligação via móvel para o marinheiro, mas até agora, as tentativas foram infrutíferas.

  1. É necessário ter fé!
    força p/família
    Deus existe e sabe o que faz, vou torcer para o marinheiro aparecer nem se for em algum País fora de Cabo Verde. Força e coragem.

  2. Joao da mania

    Lamento muito, porque é um caso muito triste, mas a esperança é unica que morre. Deus ta danu noticias des um dia…

  3. hermania

    Deus quero que esse barco não afundou e que todos envolventes deste barco estejam sã e coragem para essas familias e meu desejo

  4. gilmar delgado..

    gente o importante é ter fé, todos que estao neste navio, deus vao vos guiarem e voltar para ,suas casas, e suas familias…

  5. opinião

    Essa história é muito triste porém ja houve casos semelhantes em Cabo Verde mas este parece ser mais dramático e triste, Deus queira que estejam bons marés que estejam mesmo á deriva ou melhor em um porto seguro….ao Sr.Octavio Costa Alves queria apenas opinar o seu comantário e lembrar a ele que se trata de mar não de terra firme e que a essa curta distancia que está referir de Praia -Boavista são aproximadamente 100 MN…portanto possibilidades são muitas…

  6. opinião

    Sr. Octavio Costa Alves em termos de pirataria e fiscalização das nossas águas acho que deveria moderar um pouco antes de fazer comentários pouco humilde….porque digo e garanto que nossas águas são fiscalizadas apesar de meios disponíveis são fracas mas faz-se….(faz-se com apoios de Marinhas estrangeiras Ex: EUA,Brasil,França,Portugal,Espanha

  7. opinião

    Também posso dizer que NP/ Guardião costuma passar dias e mais dias no mar com seus militares longe das suas respectivas famílias para salvaguardar o nosso querido pais e é feito dentro das possibilidades existentes.
    Acerca da pirataria acho melhor informar-se bem na internet sobre pirataria e depois falar coisas sem nexos….Deus queira que estejam mesmo a deriva

  8. Soncente

    PA MIM, O NAVIO TA À DERIVA.
    FORÇA PARA OS FAMILIARES

  9. Neves - Roterdam

    se lá tinha nha pove de S.Pedro, um tem certeza kes tava caí na mar, e saí ta nadá!!! Mod tud gent sabé qés gent de salamansa ca sabé tmá banhe na mar. Deus ajude os tripulants.

  10. CidadaoCV

    É preciso não perder as esperanças. Já tivemos casos de embarcações que se perderam e quando já ninguém já tinha esperanças que os tripulantes estivessem vivos, veio a feliz notícia que teria dado á costa do Brasil, depois de meses á deriva. Vamos ter esperanças, Rotterdam é um navio maior e será mais facilmente detectado por outras embarcações. A tese de afundamento é pouco plausível, por haveria sempre qualquer coisa a boiar. Nenhum navio vai a fundo sem deixar rasto. Coragem familiares.

  11. odjo D' água

    Tudo indica que o navio foi raptado, ainda antes de sair do porto da praia, visto que, considerando as condições atmosféricas, nenhum bom cristão lançaria ao mar.

  12. di bila

    Lembrem-se do que aconteceu com o navio motor Santiago, que saiu da ilha do Fogo – Praia ou vice -versa, ( uns 40 anos atraz ), em que uns homens armados tentaram desviar o barco para Guine..

  13. jocy

    ta torcé pa kel barco parcé e pa kes gent stod tud dret , força pa tud familias e pensamento positivo.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.