Incêndio devasta habitação: Família ficou desalojada e sem nada

20/09/2013 00:55 - Modificado em 20/09/2013 00:55
| Comentários fechados em Incêndio devasta habitação: Família ficou desalojada e sem nada

fogo-casaUma família da ilha de São Vicente que reside no Bairro da Boa Esperança na Boa Vista, viu um incêndio deflagrar na residência onde vivia. A causa das chamas está relacionada com uma vela deixada acesa. Dessa forma, o fogo acabou por consumir todos os bens e agora, a família encontra-se desalojada.

 

Há oito anos que Alcinda Clemente e os familiares residiam na ilha da Boa Vista e, na última quarta-feira, viveu momentos de angústia ao verem um incêndio consumir num ápice todo o recheio da habitação onde viviam. A viverem em situação de penúria e de desalojamento pedem o apoio da população da Boa Vista para poderem iniciar uma nova vida.

 

Alcinda Clemente, em declarações à RCV sublinhou que tentou recuperar os seus bens, mas devido à propagação das chamas na barraca onde vivia, estes ficaram reduzidos a cinzas. “Eu e o meu companheiro tentámos entrar para salvar alguns objectos, mas o fogo era intenso. Neste sentido saí à rua a gritar por socorro e surgiram alguns vizinhos que auxiliaram na extinção das chamas”.

 

A cidadã explicou que os moradores aproveitaram as águas das chuvas que se encontram estagnadas no bairro para extinguir o incêndio. Neste momento, Alcinda está no desemprego, e com a sua família a ficar sem um tecto para morar, ficou a depender da ajuda de amigos. E aponta como exemplo, o caso da sua filha de seis anos que recebeu materiais escolares e roupas para que pudesse ingressar no ensino básico.

 

Desesperada, Alcinda Clemente apela à solidariedade da população da ilha das Dunas nesta hora de dificuldades para que possa retomar a vida. E conclui dizendo que já pediu apoio à Câmara Municipal da Boa Vista, mas que até ao momento não recebeu qualquer luz verde para uma possível ajuda.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.