Polícia Nacional controla menores

20/09/2013 00:49 - Modificado em 20/09/2013 00:49

foto ilustrativo_merores e consumo do alcooO Corpo de Intervenção e a Brigada Anti-Crime prosseguem com a sua missão para impedir que os menores continuem a frequentar espaços de diversão nocturna e consumam bebidas alcoólicas na via pública. No âmbito desse plano de acção, as duas unidades policiais estão a intervir em várias zonas da ilha de São Vicente. O CI e a BAC têm a noção da difícil tarefa que se impõe, mas deixam um aviso: “onde quer que encontremos essas práticas, agiremos”.

 

O Comando da Polícia Nacional em São Vicente tem em curso uma acção para impedir a poluição sonora na via pública e ainda o consumo de bebidas alcoólicas no meio da rua. Esta missão que foi delegada ao Corpo de Intervenção e à Brigada Anti-Crime iniciou há vários meses e destina-se também a evitar que menores estejam a consumir bebidas alcoólicas e a frequentar espaços onde a lei proíbe a entrada de menores de 18 anos.

 

Para impedir regadas de álcool entre adolescentes que vagueiam pelas mercearias nos bairros de São Vicente, por balaios, bares, minimercados e discotecas, as duas unidades da PN têm realizado operações de controlo na cidade do Mindelo, nos bairros, espaços comerciais e de diversão.

 

Inspecção

 

Este online sabe que o CI e a BAC já encontraram menores no interior de alguns espaços de diversão nocturna, situação que ditou a identificação dos adolescentes e o encerramento dos locais com a entrega de uma nota de notificação aos responsáveis para se apresentarem às autoridades policiais.

 

Por outro lado, houve menores que foram encontrados a consumir bebidas alcoólicas no meio da rua e foram conduzidos ao Comando da Polícia Nacional, tendo sido os pais informados sobre o ocorrido e, nas situações de reincidência, o menor é encaminhado ao juízo de menores para que tome medidas de prevenção.

 

Sensibilização

 

Esta actuação policial com teor educativo que não se destina apenas a menores, pretende evitar que haja desrespeito às normas do Código de Postura Municipal. “Isto porque, a poluição sonora na rua ou a permanência de menores em espaços para adultos é proibida por lei. E a venda e consumo do álcool tem os seus locais próprios, pelo que beber no meio da rua é considerado uma incivilidade que a Polícia está a combater e, em caso de reincidência, aplicam-se coimas”.

 

O NN apurou que as bebidas apreendidas e as que vierem a ser alvo de apreensão nos próximos meses serão destruídas pela Polícia Nacional, com conhecimento da Câmara Municipal de São Vicente e da Inspecção-geral das Actividades Económicas.

 

  1. jotacê

    nao tarda esta atitude da policia nacional,beber e mijar nao traz vantagens nenhumas ao país mas sim aos fabricantes de bebidas alcoolicas ke arrecadam rios de dinheiro empobreçendo cada vez mais o país,deviam acabar com as diversãos noturnas a base de alcool e investir mais na prevensão das bebidas falsas em cabo verde k só prejudica a saude e k o estado caboverdiano pagará mais tarde com os doentes alcoolicos.

  2. Osvaldo Lima

    oa pais deveriam ser actuados. afinal eles são os responsáveis pelos filhos.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.