Início do ano lectivo arranca sem grandes sobressaltos

18/09/2013 00:11 - Modificado em 18/09/2013 00:11
| Comentários fechados em Início do ano lectivo arranca sem grandes sobressaltos

escolaO ano lectivo 2013/2014 arrancou sem grandes sobressaltos no Município do Paul, ilha de Santo Antão, apesar de algumas dificuldades iniciais provocadas pela queda das chuvas que dificultaram o calendário da preparação metodológica e o vento que provocou estragos na cobertura de três escolas.

 

A direcção do Ministério da Educação e Desporto no concelho do Paul perspectiva um ano lectivo com cerca de 1550 alunos, sendo 762 do ensino Básico e cerca de 780 do ensino Secundário. Com estes números, aponta-se para a tendência de diminuição de alunos no ensino básico, numa média de 7% ano e numa estabilização do número de alunos no ensino Secundário.

 

Em declarações ao diário, MeuPaul, Saturnino Baptista, delegado do Ministério da Educação e Desporto no Paul, afirma que desses alunos muitos ainda estão por matricular, porque tradicionalmente os cabo-verdianos têm a tendência de deixar tudo para a última hora e têm tido algumas situações de pais queixando-se da falta de recursos para efectuarem as matrículas, mas acredita que tudo vai ficar resolvido.

 

Em relação aos professores, o delegado do MED assegura que há orgulho da classe docente capacitada. ”Sendo que no Ensino Básico 100% dos 63 professores, incluindo os gestores e coordenadores pedagógicos têm qualificação profissional para leccionarem até ao 6º Ano de escolaridade. No ensino Secundário, contamos com 43 professores, dos quais mais de 90%, têm qualificação para a docência”.

 

Questionado sobre as perspectivas para o novo ano lectivo, Saturnino Baptista espera muito trabalho que exige “muita dedicação para alcançar melhores resultados, elevar a taxa de aproveitamento, reduzir a taxa de abandono e melhorar a qualidade do Ensino”.

 

Por outro lado, o delegado do MED avança que alguns projectos serão implementados no Paul durante o ano lectivo. “Alargamento da Revisão Curricular, com novos manuais, novos currículos, novas abordagens, com tónica na abordagem por competências. Alargamento do projecto de hortos escolares com fins pedagógicos para diversas escolas. Melhoramento do Sistema de Planificação nas Escolas para identificar os riscos de insucessos por ano de escolaridade, por disciplina e por objectivos para os atacar atempadamente”.

 

Saturnino Baptista acrescenta que vai haver a implementação de projectos de promoção de saúde na escolas e a elaboração e aprovação do Projecto Pedagógico para a Escola Secundária do Paul. A abertura oficial do ano lectivo realiza-se sexta-feira, 20 de Setembro no Concelho do Paul, este ano sem representação dos membros do Governo. Trata-se de uma orientação a nível nacional atendendo à difícil situação financeira que se vive no país.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.