NSA partilha dados de cidadãos americanos com Israel

12/09/2013 00:24 - Modificado em 12/09/2013 00:24

EdwardA Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos (NSA, na sigla original) partilha regularmente dados com Israel, sem primeiro remover informação sobre cidadãos americanos. Esta é mais uma das revelações de documentos cedidos ao jornal Guardian por Edward Snowden, antigo colaborador da NSA e da CIA.

 

A partilha de informações entre serviços secretos de países aliados é frequente, mas é bem mais raro que esses dados sejam enviados em “bruto”, salienta a AFP.

 

Os detalhes do acordo entre os Estados Unidos e Israel estão num memorando de entendimento entre a NSA e a agência israelita homóloga e não incluem qualquer limite ao uso de dados pelos israelitas, diz o Guardian.

 

A lei americana que enquadra as actividades da NSA proíbe-a de recolher dados das comunicações de cidadãos norte-americanos, sem motivo válido.

 

O protocolo diz que os dados devem ser tratados de acordo com a lei americana e que os israelitas concordam não ter como alvo nenhum cidadão dos EUA identificado nestas informações, mas segundo o Guardian estas regras não têm suporte legal.

 

Neste novo caso, não é explicado se o tribunal que supervisiona a actividade da NSA concordou com a partilha de informação com os serviços israelitas.

 

Um porta-voz da NSA, citado pela AFP, diz que a cooperação com serviços estrangeiros “é mutuamente benéfica” e que nestes casos são protegidas as informações sobre cidadãos norte-americanos.

 

 

publico.pt

  1. Alexis de Tocquevile

    Ora aqui está mais uma demonstração da hipocrisia dos países ocidentais ( e seus admiradores em Cabo Verde) que passam a vida a dar lições de democracia e direitos civis ao resto do mundo e, até a intervir e a matar cidadãos inocentes de Países que não seguem a sua cartilha.
    Oops… o mais importante é que a FIFA lixou os crioulos…

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.