escapa por um triz à queda de uma parede

12/09/2013 00:01 - Modificado em 11/09/2013 23:55
| Comentários fechados em escapa por um triz à queda de uma parede

TainhaMaria de Fátima, Tainha, moradora em Monte Sossego, é uma das vítimas das fortes chuvas que caíram em São Vicente. A chuva que começou a cair fez com que a parede do seu quintal ruísse. Como conta, desde que as chuvas iniciaram, ela começou juntamente com três vizinhos a tirar a água que se acumulava no quintal até que uma vizinha veio pedir uma faca. “Quando fui buscar a faca”, conta Tainha, “senti a parede a desabar e cai sem forças no chão porque pensei que tinha caído em cima dos rapazes”.

 

Para Tainha, todos escaparam por um triz. Ela porque foi buscar a faca para a vizinha e os rapazes que a ajudavam porque entraram dentro da casa para tomarem uma bebida já que desde de cedo estavam a ajudar a Tainha.

 

Mas esta cidadã mostra-se desolada com todo este acontecimento. Se por um lado está feliz por não ter acontecido uma tragédia e ter registado apenas perdas materiais, por outro, está sem saber o que fazer. Com medo que possa acontecer algo mais já esvaziou a casa guardando os seus bens em casa de algumas vizinhas. A casa está vazia por agora.

 

O Presidente da Câmara Municipal, Augusto Neves, de visita à zona inteirou-se da situação de Tainha que mora numa casa arrendada e, por isso a ajuda teria que passar pelo proprietário. Mas, de todas as formas, esta cidadã fica a depender da solidariedade alheia para ter a possibilidade de morar numa casa decente sem perigo.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.