Santo Antão: Queda num caminho vicinal faz mais uma vítima mortal

11/09/2013 00:00 - Modificado em 10/09/2013 23:27

sto antaoÉ mais um caso de uma vida perdida enquanto fazia o percurso a pé por caminhos vicinais na ilha de Santo Antão. Trata-se de Rodolfo Fortes, morador em Chã de Branquinho, cidade do Porto Novo. O jovem faleceu depois de cair de uma levada que liga dois extremos dessa localidade.

 

Com a morte de Rodolfo, o registo de ocorrências de mortes em caminhos vicinais na ilha de Santo Antão nos últimos dois meses eleva-se para quatro. O comandante dos Bombeiros Voluntários, Corsino Fortes, em declarações ao asemanaonline explicou que o jovem fazia a travessia numa levada que serve de ligação entre dois extremos naquela localidade quando caiu e teve morte imediata.

Desta vez, as chuvas que se registavam no local fizeram com que a travessia ficasse escorregadia, facilitando a queda e, consequente, a morte da vítima. Recorde-se que a Polícia Nacional tinha alertado os cidadãos para tomarem medidas de segurança ou evitassem fazer a travessia em caminhos que têm tudo para resultar em tragédia.

 

Isto porque, no mês de Agosto, a PN registou três mortes de pessoas que circulavam por caminhos vicinais. António Maocha de 49 anos residente em Ribeira Fundo, concelho do Porto Novo foi encontrado sem vida nas imediações de Morro Vento, no Planalto Leste. Segundo as autoridades, o homem seguia para uma propriedade agrícola onde trabalhava, mas no caminho acabou por cair de uma ribanceira e não resistiu às lesões sofridas.

 

José Rocha, morador em Alto Mira perdeu a vida quando fazia a travessia numa área de difícil acesso para a localidade de Chã de Queimado e ao sofrer um acidente caiu de um precipício. Uma cidadã inglesa, de nome Cristine Lister faleceu quando fazia o trajecto a pé entre as zonas vizinhas de Monte Trigo e Tarrafal e foi encontrada já morta numa ribanceira.

 

  1. alfredo gonçalves

    Srs jornalistas.
    Nós os vossos leitores ja estamos “FARTOS” da vossa inépcia,da vossa falta de capacidade de “noticiar” e de brincar com a nossa pseuda “pouca” inteligência:
    . Alguem cai´,despenca de uma lavada/leveda…e a vossa noticia Diz.
    Caiu de dois extremos de um caminho vicinal??
    Muito teriam que aprender/apreender com o meu falecido professor Nho Djeca, que no seu curriculum, só constava 4ª classe de Instruçao Primaria…mas que da língua de Camões…. era um MESTRE!

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.