Chuvas provavam inundações de casas na periferia

10/09/2013 01:10 - Modificado em 10/09/2013 01:10

chuvaSe no centro da cidade as consequências são reduzidas. O mesmo não se pode dizer da preferia que está ser castigada pelas abundantes águas das chuvas que caem há três dias.

 

O NN apurou que os caudais das águas das chuvas caídas na ilha de São Vicente invadiram algumas residências. A água que entrou pelas traseiras e saiu pela porta da frente levou os residentes a accionarem o apoio dos vizinhos para combaterem as inundações. Por outro lado, sente-se um cheiro nauseabundo proveniente do vazamento de esgotos no centro da cidade e nalguns bairros provocado pela passagem das águas das chuvas.

As chuvas caídas nos últimos dias na ilha de São Vicente deixaram sinais de destruição nalguns bairros. Este online constatou que algumas casas foram inundadas pelas torrentes de água, espaços comerciais tiveram de fechar as portas e nalgumas ruas as águas impediam o trânsito de veículos e de peões.

 

As pessoas que vivem em casas de lata ou residências cobertas com chapas foram as que mais sofreram com as últimas chuvas caídas na ilha. De nada lhes valeram as medidas de precaução, porque as águas entraram no interior das suas residências e deixaram alguns prejuízos.

De acordo com os cidadãos afectados com quem o NN falou “o facto de morarmos numa encosta fez com que a água descesse a grande velocidade passando pelos diques de protecção. E foi assim que a água entrou nas traseiras e varreu o recheio das nossas casas e saiu pela porta da frente” explicam Albertina Vieira e Susana Conceição.

Mas ainda segundo as nossas entrevistadas “a água das chuvas estragaram alguns bens. Mas, graças à intervenção dos nossos vizinhos que ouviram o nosso pedido de socorro evitou-se o pior, pois vieram com baldes para extraírem a água e materiais para abrirem valas de escoamento da água”.

Por outro lado, o NN constatou que houve bairros, como a zona de Fonte Felipe, Pedreira, Ribeirinha, Cruz João Évora, Chã D´Alecrim, Monte Sossego, Vila Nova, entre outras localidades, onde os residentes viram as águas das chuvas engolirem os caminhos vicinais e deixar as cápsulas dos esgotos a céu aberto, pelo que o serviço de saneamento da CMSV foi chamado a intervir porque o mau cheiro dos esgotos invadia o interior das residências.

  1. residente

    Pois, para além das zonas mencionadas aqui, devo vos informar que na zona de Rª de Craquinha, atrás do Mini mercado Viac é um Deus nos acuda, isto porque com entrada de água naquela rua cria-se uma lamaceira por um lado e por outro a água fica estagnada até tornar-se verde o que para além de dar um aspecto nojento a rua, também cria graves problemas de saúde. Atenção a quem de direito; podiam dar uma voltinha pela zona para conferir os dados deixados aqui e tomar as devidas providencias.
    Cpts!

  2. Carlos Jorge Wahnon

    Ó resident de R. de Craquinha,ága verde pa bezote cá é nada pamod bezote tem custume de vivé na porkeza. Nunca oiá gente ta gostá de betá lix na rua e outres porkeza simá gente dess zona de Crakinha!!!! Bezote méste educasson!!!!!

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.