Mundial 2014: Lúcio Antunes coloca a sua tropa de elite na rota do Brasil

7/09/2013 21:36 - Modificado em 8/09/2013 00:46
| Comentários fechados em Mundial 2014: Lúcio Antunes coloca a sua tropa de elite na rota do Brasil

tubaroes azuisLúcio Antunes convocou a sua tropa de elite, que brilhou na CAN, para tentar vencer na Tunísia e continuar a sonhar com o Mundial de 2014 no Brasil. Isto quando se sabia o inferno que é jogar na Tunísia. Tanto mais que já sabiam quem é Cabo Verde e que a prestação na CAN não foi obra do acaso. E agora com o fecho da fase de grupos, os Tubarões Azuis demostraram a sua classe e venceram o seu adversário por 2-0, resultado que catapulta Cabo Verde para a fase de play-off de acesso ao Mundial 2014 no Brasil.

A selecção cabo-verdiana de futebol fez uma exibição de classe perante a Tunísia no último jogo da fase de grupos de acesso ao play-off de qualificação para o Mundial 2014 no Brasil. Os Tubaroes Azuis e as Aguias de Cartago lutavam pelo primeiro lugar do grupo B, pelo que antes do início da partida, a Tunísia era líder com 11 pontos seguido de Cabo Verde com 9 pontos.

Os Tubarões Azuis encararam de frente o adversário e sem temer a potencialidade tunisina, Cabo Verde teve as melhores oportunidades para garantir a vitória. E em dia de participação milagrosa, os Tubarões Azuis conseguiram uma vitória que dá boas garantias para a próxima fase, uma vez que ficaram a dois jogos de marcar presença no Mundial.

Neste sentido, o Estádio Olímpico Rades, em Tunis ficará guardado na memória dos cabo-verdianos, porque Cabo Verde ganhou num estádio onde não se podia ganhar de maneira nenhuma, isto, se não houver coesão e concentração no seio da selecção que defronta a Tunísia.

Para defrontar a anfitriã, o seleccionador Lúcio Antunes colocou uma equipa cautelosa a defender e com aposta na velocidade dos homens que comandava o ataque. Lúcio Antunes colocou Vozinha na baliza, no eixo defensivo, Gege, Kay, Varela e Nivaldo. O meio-campo ficou por conta de Calú, Marcos Soares, Babanco que apoiavam os homens do ataque Nhuck, Ryan Mendes e Platini.

A selecção cabo-verdiana foi a primeira a se lançar no ataque. Logo aos quatro minutos, quando Babanco combinou com Ryan Mendes e Platini, mas viu o seu remate travado por um jogador da Tunísia. E com o passar dos minutos via-se a classe despoletar no seio dos Tubarões Azuis que demostraram ser uma selecção coesa, concentrada e preparada para fuzilar as redes tunisinas.

Aos 28’, Platini, jogador que foi o autor do primeiro golo de Cabo Verde na fase final da CAN , voltou a dar uma alegria aos cabo-verdianos. O extremo Nhuck conduziu uma jogada no lado esquerdo e entregou a bola a Platini que não se intimidou perante a presença da defensiva da Tunísia e fez um 1-0.

As Águias de Cartago procuraram o empate, mas acabaram por pecar na finalização, por sua vez Cabo Verde soube aproveitar da melhor forma dos lances ofensivos. E aos 42’, Nhuck servido por Marco Soares tratou de fazer o 2-0. A Tunísia tentou chegar ao golo da esperanca a todo o custo, mas encontrou um adversário com solidez a defender. Lúcio Antunes ainda refrescou a selecção com as entradas de Sita, Carlitos e Toni Varela, mas o resultado já havia sido garantido.

Com o apito final do árbitro da Gâmbia, Bakary Sakama que fez uma boa arbitragem, Cabo Verde festejou a passagem a fase de play-off. Com esta vitória, os Tubarões Azuis garantiram a liderança do grupo B com 12 pontos, e agora fazem parte das 10 selecções de África que irão lutar pelos cinco lugares que dão acesso ao Mundial 2014 no Brasil.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.