Lúcio Antunes e a comunicação social: comentários tidos como infelizes

6/09/2013 13:29 - Modificado em 6/09/2013 13:29

lucio antunes9As declarações do seleccionador nacional Lúcio Antunes, sobre a falta de interesse da comunicação social cabo-verdiana pela selecção nacional, em entrevista ao asemanaonline, parecem não ter encontrado apoio. Nas redes sociais as pessoas caracterizam as declarações como infelizes. Para Antunes, esse desinteresse tem a ver com uma “preguiça mental, uma pobreza de espírito por parte dos órgãos de comunicação” e ameniza a sua afirmação dizendo que “existem honrosas excepções”. Lúcio fundamenta as suas afirmações dizendo que em vários momentos importantes da selecção a comunicação social não esteve presente como deveria e inclui a cobertura do CAN neste capítulo.

 

As reacções a esta afirmação já começaram a surgir. No online expresso das ilhas a AJOC (Associação dos Jornalistas de Cabo Verde) já manifestou a sua posição. Através de Simão Rodrigues que, refutando as afirmações de Lúcio Antunes, afirma que a Comunicação social tem dado muita importância à selecção. E que a cobertura da selecção “tem sido o possível, todos os jornalistas gostariam de estar neste momento com a selecção mas são conhecidas as limitações” dos órgãos de comunicação social.

Nas redes sociais as afirmações despoletaram um debate aceso sobre a relação entre a selecção nacional de futebol e a comunicação social, como se os internautas não acreditassem nas afirmações feitas por Lúcio Antunes. Um internauta relembra que “quando se fala de desporto em Cabo Verde, fala-se de futebol e somente sobre os ‘tubarões azuis’”, e acrescenta que “na época do CAN não havia outro assunto” e aconselha Lúcio a olhar mais para a comunicação social.

“Eu nunca vi tantas matérias sobre a selecção de CV nos órgãos de comunicação social como tenho visto nos últimos tempos”, escreve um outro utilizador afirmando que se ele está magoado com alguém em específico, deve falar com ele e não colocar todos no mesmo saco. Outro comentário a favor da comunicação afirma que foi ela quem “construiu e deu corpo à onda de apoio de que a selecção foi alvo antes, depois e durante o CAN” e acrescenta que a própria expressão tubarões azuis “nasceu, foi popularizada e consolidou-se através da comunicação social cabo-verdiana”.

“O cabo-verdiano não pode ter sucesso que lhe sobe logo à cabeça. E o Lúcio que conheço há mais de duas décadas sempre foi muito lúcido, mas subiu-lhe à cabeça ver um branquinho de A Bola atrás dele”, comentário lido no facebook sobre as afirmações do seleccionador nacional.

Num tom mais crítico pode-se ler que “quem critica profissionais de uma área que não domina, tem que mostrar excelência na sua”. Os internautas esperam que se possa concentrar agora para o próximo compromisso da selecção em vez de abrir guerra com a comunicação social.

Mas há quem diga que Lúcio Antunes está “cheio de razão”. Isto porque, para este internauta, a comunicação social somente cumpre os serviços mínimos em relação à cobertura da selecção nacional. E enumera alguns pontos que os órgãos de comunicação social poderiam ter tratado.

  1. step by step

    Falhou, ha uns tempos pe frente que tut hora um te oia noticia de selecção de Cv na noticias nos canais que um te costuma usa. Desde sapo.cv, NN, A Semana, epa, el falha pa, se calhar alguem aqui tem razão: “O CV não pode mesmo ter sucesso que lhe sobe logo a cabeça kekeekekkek” Lucio, ja bo baixa na nha cotação

  2. lramos

    Vcs só devem estar brincando . Parece que são cegos.srs jornalista de fato vós sois preguiçosos e fraquinhos intelectualmente. Não viram que a maioria dos comentários online concordam em número e grau com o Lucio. Como bem disse salve algumas exceções . Precisam dar uma chocalhada na forma que fazem jornalismo.

  3. Guida

    vamos concentrar a nossa energia no que é essencial. Torcer para que Cabo Verde, com a sua equipa técnica liderado por nosso Grande Treinador que fez história ,tenha um bom resultado ganhando a Tunísia.

  4. Tubarão Saovicentino

    Eu acho que o nosso querido selecionador Lucio Antunes foi um pouco infeliz em relação aos jornais da banca, pq sempre fizeram um bom trabalho em relação a selecção, eu acho que ele devia criticar a TCV que mete as mãos nos bolsos dos caboverdeanos descontando 400 e tal $ todos os meses de forma abusiva, e qdo a selecção joga um jogo importante fora, onde está a TCV? Vergonha de televisão publica.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.