PJ sem suspeitos

5/09/2013 00:43 - Modificado em 5/09/2013 00:43

taxi3A PJ ainda não concluiu a investigação sobre o incêndio de um táxi1 ocorrido no mês de Abril na Ribeirinha, São Vicente.

 

Na altura, a PJ foi chamada a intervir porque, de acordo com o proprietário do táxi, a viatura de marca Chevrolet foi roubada na zona de Fonte Felipe e incendiada nas encostas do bairro da Ribeirinha. O dono da viatura já foi ouvido pela PJ, mas não houve mais avanços, uma vez que a PJ ainda não conseguiu confirmar a versão do dono e tão-pouco conseguiu localizar o suposto ladrão e incendiário.

Só existe, por enquanto, uma certeza; foi fogo posto. O problema passa por descobrir quem. Mas quem precisa de uma resposta é a seguradora do táxi visto que o carro possuía um seguro contra todos os riscos.

 

  1. Zé Catana do seguro

    A noticia, para bom entendedor meia palavra basta, ou seja, o dono deve ter colocado fogo para poder tomar o xopito do seguro, acto normal em qualquer parte do mundo. E vai tomar, porque não ha provas e nem vai haver provas que o contradizem. E ha mais por aiiii…..

  2. miguel

    como pode ter certeza disso?

  3. Sherlok Holmes

    Expeculação meu caro miguel, elementar. Ha outra teoria que eu podia citar por aqui mas cairia mal para muita gente, por isso vamos ficando por aqui. Situação ta dificil, muitos taxis na area, um pessoa ta cre investi na ots negoce ma paus te falta, bla bla bla

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.