Assessor de Dilma preso por pedofilia

2/09/2013 02:23 - Modificado em 2/09/2013 02:23
| Comentários fechados em Assessor de Dilma preso por pedofilia

Eduardo GaievskiUm assessor da Casa Civil da presidente Dilma Rousseff foi preso no sábado, na fronteira do Brasil com o Paraguai, e acusado de abusos sexuais a menores. Eduardo Gaievski, que tinha mandado de captura desde o passado dia 23, foi localizado e preso na cidade fronteiriça de Foz do Iguaçu.

 

A investigação está em segredo de justiça por envolver menores, mas sabe-se, no entanto, que Gaievski é acusado de forçar menores a prestarem-lhe favores sexuais, usando a influência do cargo que exercia antes de se tornar assessor da presidência.

Os crimes ocorreram quando era presidente da Câmara de Realeza, no interior do estado do Paraná, no sul do Brasil. Gaievski ocupou o cargo por dois mandatos consecutivos, entre 2005 e 2012.

A investigação começou há três anos mas isso não impediu que, em janeiro deste ano, Gaievski tenha sido nomeado assessor especial

da Casa Civil, pela titular da pasta, Gleise Hoffmann, uma das ministras mais próximas da presidente Dilma.

Desde que a sua prisão foi decretada, Gaievski estava a monte. Assim que a notícia da detenção foi conhecida a presidência da República exonerou o suspeito das suas funções na Casa Civil.

 

 

 

cm.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.