Colocar o código da estrada nas músicas de rap

30/08/2013 04:45 - Modificado em 30/08/2013 04:45
| Comentários fechados em Colocar o código da estrada nas músicas de rap

microfone1Lionel Freitas, conhecido por Doctor no mundo do rap, é um jovem que quer fazer do rap e da sua vertente interventiva, um meio para levar uma mensagem para que os condutores e peões cumpram da melhor forma o código e as regras da estrada e demonstrem mais atenção nas estradas. Na sequência das suas observações sobre o comportamento dos condutores e dos peões nas estradas, resolveu iniciar o projecto com músicas interventivas tendo como base o código da estrada.

 

Como explica Doctor “são situações em que os condutores não têm atenção aos peões, são os peões que não têm atenção ao atravessar a estrada e atravessam-na de qualquer forma, situações de condutores que não respeitam os sinais”. E, para Doctor, todas essas preocupações criam “uma desorganização no trânsito”. “E disse porque não apanhar o código da estrada e tentar trazê-lo numa mensagem para o rap crioulo”, relembrando como iniciou a ideia.

 

Com pouca experiência e conhecimento do código da estrada, buscou ajuda numa escola de condução (na Escola de Condução Vaz na pessoa de Luciano Vaz) que o ajudou no projecto. É que no princípio parecia complicado mas com a ajuda, revela, ficou mais fácil. Desta parceria já nasceram três músicas onde Luciano entra com o conhecimento e Doctor com as rimas.

 

“A favor de uma boa condução” é a primeira música e a que está a passar nas rádios. É uma chamada de atenção para os peões e os condutores sobre o uso adequado da estrada. Na música “minha estrada”, a estrada ganha vida e aconselha de forma incisiva os condutores ao seu bom uso. Numa parte da música, a estrada diz ao condutor: “vida e morte só dependem da forma como me usares”. E, como explica Doctor, na música “regras”, o código da estrada “está triste por saber que o condutor foi aprovado na escola garantindo que iria segui-lo e não o faz”.

 

Segundo o relatório da OMS (Organização Mundial da Saúde) os acidentes rodoviários constituem a nona causa de morte no mundo sendo responsáveis pela morte de 1,3 milhões de pessoas em 2011. Esta estatística é preocupante e leva Doctor a afirmar que o objectivo é o de dar o próprio contributo para que este número possa baixar.

 

O rap, pela sua característica interventiva, leva este jovem artista a afirmar que é uma das melhores formas para passar não só a mensagem sobre o uso correcto das estradas como também de outras regras básicas que possam evitar mais sinistralidade nas estradas. Com 24 anos, diz que agora está em missão séria com o rap e a mudança de comportamento no que tange aos condutores e aos peões.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.