Director deixou de usufruir do parque automóvel

27/08/2013 02:24 - Modificado em 27/08/2013 02:25
| Comentários fechados em Director deixou de usufruir do parque automóvel

carroAs novas medidas de segurança para a Cadeia de São Vicente continuam a ser implementadas. Um despacho do novo director veio proibir aos guardas prisionais de estacionarem os próprios carros no parque de estacionamento que fica dentro do presídio.

 

 

Com esta medida, só o carro do director e os veículos do presídio é que podiam estacionar no interior do espaço. Mas agora, a Direcção dos Serviços Penitenciários veio clarificar a situação: nem o carro do director e dos agentes prisionais podem permanecer no interior do presídio.

Há cerca de três semanas, o NotíciasdoNorte anunciava que os veículos dos agentes prisionais que dantes estacionavam no parque automóvel do presídio, estavam interditos de entrar no estabelecimento prisional de São Vicente. Em declarações ao NN, os agentes prisionais sublinharam que a decisão do director não caiu no agrado dos efectivos desse presídio que não viam com “bons olhos” esta medida uma vez que, por razões de segurança, usufruíam do parque.

O NN sabe que a reivindicação dos guardas prisionais e do pessoal auxiliar de serviço chegou ao conhecimento do Ministério da Justiça. É que os entrevistados garantiram que “durante vários anos, os agentes prisionais tiveram direito ao parque sem que os superiores hierárquicos apresentassem razões para impedir o uso desse espaço. Mas agora, a nova gestão chegou com medidas novas e, uma delas, foi interditar o estacionamento aos veículos dos funcionários no interior da cadeia”.

Para colocar “água na fervura”, a Direcção dos Serviços Penitenciários e Reinserção Social decidiu intervir no caso e ordenou que os parques automóveis nos presídios de Cabo Verde passem apenas a ser ocupados por viaturas de serviço. Neste sentido, o novo director da Cadeia de São Vicente e os restantes elementos da gestão desse presídio e das outras cadeias do país, vêem vedado o direito de usufruir do parque automóvel das cadeias também para eles.

Este online apurou que durante alguns dias, o director Jair Delgado estacionava a própria viatura à porta da Cadeia Central mas que agora, decidiu abdicar dela para usufruir do transporte nos veículos ao serviço desse estabelecimento prisional.

Quanto aos agentes prisionais e ao pessoal auxiliar de serviço, estes têm de andar pelo exterior do presídio à procura do melhor locar para estacionar o próprio veículo. Mas o certo é que o exercício da função de agente prisional coloca esses cidadãos numa situação de risco, na medida que o trabalho que exercem põe-nos em contacto com indivíduos que cometem delitos e, não poucas vezes, com criminosos da pior estirpe.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.