Ideias para incendiar a sua relação

26/08/2013 01:32 - Modificado em 26/08/2013 01:32
| Comentários fechados em Ideias para incendiar a sua relação

sexo bomAumente a temperatura lá de casa sem ter de recorrer ao aquecimento central (ou à piromania). Músicas, filmes, jogos e sugestões com provas dadas… Tudo para conseguir um relacionamento à prova de tédio.

 

Joguem à batota

 

Aproveite agora que os jogos de mesa e tabuleiro estão em alta para apimentar a sua relação. Personalize um baralho de cartas em que cada naipe significa uma ‘tarefa’ diferente. Que tal beijos para copas, massagens para ouros e os vossos preliminares favoritos para paus e espadas? Os números podem representar o tempo da ‘tarefa’, e os ás, valetes, damas e reis, posições ou fantasias…

 

Movimento sexy

 

Nós, mulheres, somos um pouco complicadas e o sexo não é exceção. A nossa libido depende de uma série de fatores e um deles é a autoconfiança, ou seja, precisamos de nos sentir sexy para termos desejo sexual. Invista numa lingerie bonita. É claro que despertar a deusa poderosa depois de um dia a aturar o chefe maldisposto, as filas de trânsito… é obra! Ainda assim, vale a pena o esforço. A sua autoestima (e marido) agradece! Se ele gosta de lhe oferecer lingerie mas o que lhe chega às mãos são fios dental de renda cheios de laçarotes, é melhor mostrar alternativas, mas atenção: é para dias especiais, escolha cores mais ousadas e esqueça a cor de pele…

 

Mande um sms

 

Arme-se em adolescente e mande-lhe um sms para maiores de 18. Mas escolha bem o dia e a hora (durante a reunião com o chefe é melhor não). Se ele tem iPhone e o deixa em cima da secretária o dia todo, é melhor escrever em código, senão vai toda a gente ficar a saber do seu serão.

 

Vivámusica

 

Façam uma compilação de músicas sexy. Isso mesmo, músicas que deem vontade de ir para a cama (sofá, duche, chão…). Será a banda sonora de uma noite bem passada. A ACTIVA dá-lhe algumas sugestões (v. caixa). “Ouvir música relaxa-me imenso. Como tenho dois filhos, está fora de questão ligar a aparelhagem à noite, portanto ouço no smartphone. Ponho os auscultadores, fecho os olhos e relaxo a beber um copo de vinho. Uma vez, depois de um dia complicado no trabalho, a minha mulher veio ter comigo, puxou-me do sofá e pôs um dos auscultadores no ouvido dela, e pusemo-nos os dois a dançar… Foi muito bom. Agora já seleciono umas músicas para dançarmos os dois, quer haja ação depois ou não”, conta André Freitas.

 

Dança dança

 

Ele é um pé de chumbo e odeia ir a discotecas? Não há problema, leve a discoteca para casa: acenda umas velas, ligue a aparelhagem e torne as suas noites mais quentes com uma lap dance. Não sabe? Vá ao YouTube, escreva ‘Lap dance tutorial’ e siga as instruções. Pratique uns dias antes.

 

Guarde o papel. Qual papel?

 

Depois dos seus filhos se irem deitar, atire o papel de mãe janela fora e ressuscite o de sedutora. Sim, soa muito piroso, mas a verdade é que muitas mulheres, especialmente depois de serem mães, deixam de pensar nelas como seres sexuais. Lembre-se dos tempos AF (Antes de Filhos), do seu lado sedutor e deixe-se levar… Se anda esquecida, peça ao seu marido para a relembrar (vai ficar de queixo caído quando o ouvir discorrer sobre a lingerie que levava da primeira vez, a cor do verniz que usava quando se conheceram…).

 

Hoje é dia de festa

 

E vista-se para a ocasião. Prepare-lhe uma surpresa, até pode ser um jantar em casa, mas escusam de jantar de fato de treino. Façam de conta que estão num restaurante cheio de estrelas Michelin. Música ambiente, um bom vinho, um jantar simples e delicioso e está feita a noite.

 

“Isto que eu vou dizer é horrível, mas a verdade é que às vezes tenho inveja dos muçulmanos”, confessa Rui Oliveira, “as mulheres deles podem andar todas tapadas na rua, e isso é horrível eu sei, mas em casa estão sempre arranjadinhas, não vestem as calças de fato treino com 20 anos, um camisolão 10 números acima e não enrolam o cabelo numa mola horrorosa – já sei que me vão rogar pragas e chamar-me machista. Tive de dizer à Rita, muito discretamente, para ela não se enfiar no uniforme de casa todos os dias. Ela ficou irritada comigo, mas depois fizemos um pacto em que também tenho de ficar longe dos calções e t-shirts do tempo em que ainda jogava futebol”.

 

TV no quarto? Sim!

 

Não é para ver televisão! Confusa? É para… abafar sons. Sexo mudo não tem muita graça, por isso convém que qualquer espontaneidade seja abafada com os programas da TV. Ideia válida também para os domingos de manhã quando os miúdos resolvem acordar com as galinhas, completamente elétricos. Façam-lhes o pequeno almoço, liguem a TV na sala, escolham o filme de desenhos animados mais longo da história da animação e voltem para o quarto para dormir… ou para ver o documentário sobre, hmmm…. ah, sim, a influência do comprimento dos telómeros na saúde. E feche a porta à chave, pelo sim pelo não.

 

Estou sim? É para mim!

 

Telefone-lhe para contar o que quer fazer quando chegarem a casa (pista: não é o que vão fazer para o jantar). ‘Phone sex’ pode resultar em muitas gargalhadas das primeiras vezes mas quem sabe se não descobre verdadeiro prazer nesta brincadeira?

 

Mapa do tesouro

 

Se as suas coordenadas para o grande O mudaram e ele bem se esforça mas fica perdido, dê-lhe as indicações certas. Perca a vergonha e mostre-lhe o caminho certo para lhe dar prazer. Agarre na mão dele e finja que é a sua, não é preciso dizer mais, certo?

 

Aventuras a três

 

“Eu e o Zé estamos juntos há 12 anos… Tivemos uns tempos muito mornos, em que tínhamos sexo esporadicamente, quase para manter a cota, uma coisa muito mecânica… até que resolvi experimentar uma coisa que vi num site. Nós nunca fomos muito pudicos mas, não sei porquê, nunca tínhamos falado em brinquedos sexuais e resolvi surpreendê-lo. Confesso que estava curiosa mas tinha medo que ele achasse que estava a pôr a sua masculinidade em causa. Mas lá encomendei o vibrador, uma coisa pouco ‘assustadora’, que parece um batom. Foi uma revolução cá em casa (risos) e já temos um enxoval nesse campo. Agora, fazemos as compras os dois juntos… online. E é divertido ver a descrição do potencial de cada um”, revela Maria Martins.

 

Mundo de fantasia

 

Mesmo uma simples série cómica pode dar algumas ideias ‘picantes’, que o diga Carla Saraiva e o namorado. “Num dos episódios da série ‘Uma Família Muito Moderna’, o casal Claire e Phil decide comemorar o aniversário de casamento com uma fantasia: vão a um bar, fingem que não se conhecem, tentam ‘engatar’ o outro e vão para um quarto de hotel. Achámos muita piada e resolvemos fazer o mesmo. Combinámos uma hora num bar à noite e o que chegasse em último lugar tinha de engatar o outro. Foi muito divertido e já repetimos a experiência!” Surpresa!

 

Lembra-se dos primeiros tempos de namoro, em que faziam imensas surpresas um ao outro? Tente reviver esses momentos. Não precisa de lhe oferecer os bilhetes para a final da Champions. Vá buscá-lo ao trabalho, almocem juntos durante a semana, mande-lhe uma carta, com selo e tudo.

 

Tempo a dois

 

E uma ida ao supermercado não conta como tempo a dois. Gostam de história? Peguem no mapa e partam à descoberta da cidade e dos arredores.

 

“O Jorge tinha uma curiosidade enorme em experimentar patins em linha, um dia fui à Decathlon e eles tinham uma feira de segunda mão. Fiquei a olhar para os patins em linha e eles para mim. Não resisti, comprei dois pares e desde há dois anos que andamos de patins aos domingos. É um tempo só nosso. A nossa filha fica com a minha mãe e nós namoramos, andamos de patins, conversamos, ficamos em silêncio se nos apetece.”

 

Janela indiscreta

 

Se prefere estímulos mais visuais, deve espreitar os filmes eróticos que são feitos para mulheres. Pode encomendar via Amazon.co.uk os das realizadoras Erika Lust ou Petra Joy. Não se atreve? Então tome nota de alguns filmes com bolinha, mais ‘inofensivos’ (v. caixa).

 

Rir é o melhor remédio

 

Rir reduz o stresse e faz-nos sentir bem. Não se importe de parecer ridícula e ser o palhacinho, faça-o rir, faça-lhe cócegas… as brincadeiras, mesmo as mais parvas, podem sempre levar a ‘maus caminhos’…

 

Toque de magia

 

E por falar em cócegas, o toque é fundamental. Descanse no sofá encostadinha a ele, dê-lhe um beijo, um abraço. O toque, o beijo, o abraço, podem funcionar como lembretes: ‘ah, é verdade, temos uma relação física e não partilhamos uma casa apenas’.

 

 

activa.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.