Homicídio em Ribeirinha: Amarante não revelou porquê matou Sandra

23/08/2013 16:28 - Modificado em 23/08/2013 17:04
| Comentários fechados em Homicídio em Ribeirinha: Amarante não revelou porquê matou Sandra

presoO Tribunal da Comarca de São Vicente decretou prisão preventiva ao cidadão Amarante Neves, que assumiu a autoria da morte da ex companheira Sandra Neves. O caso ocorreu numa residência no bairro de Ribeirinha na sequência de um desentendimento entre o casal, e que levou Amarante a agredir Sandra no rosto e no pescoço. O indivíduo não revelou ao juiz os motivos do assassinato, cujas suspeitas apontam que ocorreu por estrangulamento.

 

Na quarta-feira, por volta da uma hora, um indivíduo de 26 anos residente na localidade de Fundo Toneca, bairro de Ribeirinha accionou a Polícia Nacional a declarar que a companheira tinha desmaiado depois de manterem relações sexuais e que esta não apresentava sinais de vida.

 

Morte

A PN deslocou-se a zona de Ribeirinha para averiguar o caso e quando chegou a residência, onde se encontrava o casal, Sandra dos Santos de 26 anos estava morta. O companheiro da vítima, Amarante Neves, de 26 anos foi entregue à Polícia Judiciária para averiguações, e o corpo de Sandra ficou na morgue a espera da chegada de um médico legista para realizar uma autópsia.

As autoridades criminais e a Delegacia de Saúde haviam realizado exames externos ao corpo que apresentava sinais de agressão, e nesta quinta-feira com a chegada do médico legista realizaram o exame médico para apurar a causa da morte. Finda essa diligência, o corpo de Sandra foi entregue aos familiares para a realização do seu funeral, que aconteceu por volta das 16 horas.

 

Homicídio

A PJ após ao apurar factos relacionados com o caso requereu um mandado de detenção fora de flagrante delito, uma vez que os indícios apontavam que Amarante assassinou a ex companheira. A autoridade criminal não avança com o resultado da autópsia, que pode confirmar as declarações Amarante que assumiu ter estrangulado Sandra .

Presente ao Segundo Juízo Crime, Amarante Neves confessou ter praticado um crime de homicídio, porém não avançou as razões que o levou a matar a ex companheira. O cidadão vai aguardar o desfecho do processo e o julgamento em prisão preventiva.

 

Histórico criminal

Amarante Neves é tido pelas autoridades como uma pessoa com “temperamento agressivo e instinto para violência”, uma vez que já foi condenado pelo crime de ofensas corporais, e ainda tem vários processos pela prática de agressões com arma branca e ameaça de morte.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.