Morte de uma mulher na Ribeirinha: PJ vai requerer autópsia para apurar causa da morte

21/08/2013 11:31 - Modificado em 21/08/2013 11:31
| Comentários fechados em Morte de uma mulher na Ribeirinha: PJ vai requerer autópsia para apurar causa da morte

autopsiaO corpo da cidadã Sandra dos Santos, de 26 anos, que faleceu na zona de Ribeirinha, São Vicente, cujo companheiro diz que ocorreu no momento em que praticavam relações sexuais vai continuar na câmara fria da Casa Mortuária do HBS. O NN sabe que as autoridades criminais vão requerer uma autópsia ao corpo para apurarem a causa da morte, uma vez que não se descarta que houve mão criminosa.

O NN apurou que nas próximas horas a Delegacia de Saúde e a PJ, acompanhadas por uma médica legista, irão realizar o exame médico para apurarem as causas da morte de uma mulher nas imediações da Cadeia Central, no bairro de Ribeirinha. As autoridades não avançam pormenores sobre o que terá causado a morte de Sandra dos Santos porque pretendem analisar sinais interiores que permitem tirar conclusões para que possam redigir a sua certidão de óbito.

Exame médico

Assim, o corpo ficou na morgue à espera da análise e parecer do médico legista para que a PJ saiba esclarecer as dúvidas que permitem as autoridades sanitárias, a polícia criminal, e os familiares de saberem o que provocou a morte da cidadã.Este online sabe que o companheiro continuar sob averiguações, porque há suspeitas de se estar perante um caso de homicídio, apesar do sujeito afirmar que a companheira morreu de forma natural.

Segundo o que apuramos, o companheiro da vítima accionou a Polícia Nacional depois da meia-noite a declarar que Sandra dos Santos tinha desmaiado numa altura em que mantinham relações sexuais, e que não apresentava sinais de vida. A PN deslocou-se a zona de Ribeirinha para averiguar o caso, e quando chegou a residência onde se encontrava o casal, encontrou a jovem de 26 anos sem vida.

Investigação

De realçar que depois da ocorrência o companheiro da vítima foi conduzido ao Comando da PN para averiguações, e a PJ e a Delegacia de Saúde foram accionadas para fazerem o levantamento do corpo, situação que ocorreu na manhã desta quarta-feira. As autoridades ainda não podem avançar com a causa da morte, porque querem realizar diligências “detalhadas” para descobrir a verdade, e caso apurarem que houve mão criminosa, que o autor seja entregue as instâncias judiciais.

 

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.