São Nicolau: Ministério da Cultura está há nove meses sem pagar o que deve

20/08/2013 00:07 - Modificado em 19/08/2013 23:01

dividaNo âmbito da realização do IIº Fórum Nacional da Cultura em São Nicolau, alguns operadores económicos prestaram serviços ao Ministério da Cultura. Porém, volvidos nove meses, o MC continua sem pagar o que deve e, neste sentido, os operadores estão a reclamar o pagamento das facturas dos serviços prestados.

 

O grupo é composto por empresários e trabalhadores por conta própria, condutores, responsáveis da restauração e alojamento, fotógrafo e responsável pelo protocolo que se dizem “ignorados” pelo Ministério da Cultura, depois de várias tentativas para receberem o pagamento.

 

Em declarações ao portal digital SNDiário, o fotógrafo Madueno Andrade afirmou que prestou serviço durante quatro dias, mas que até à data não recebeu qualquer centavo pelo trabalho realizado. “Já liguei várias vezes para ver se resolvem o meu problema, mas até agora só acumulo mais prejuízo com o dinheiro gasto com os telefonemas”, assegura Madueno.

 

Desespero

 

O condutor Pedro Silva está no mesmo barco que o fotógrafo Madueno e explicou que o MC deve-lhe uma factura de 25 mil escudos pelas viagens realizadas entre Tarrafal e Ribeira Brava. O condutor garante que já telefonou diversas vezes pelo que já não lhe atendem ao telefone.

 

Pedro acrescenta que “os 25 mil escudos para o Ministério da Cultura podem ser insignificantes, mas para mim que dependo exclusivamente do que ganho com o carro e com os filhos a estudar, o dinheiro deixa muita falta”.

 

Luta

 

A jovem Katelina Cruz que trabalha no ramo da restauração, disse que prestou serviço de lanche ao Ministério da Cultura no primeiro fórum realizado em 2011. “O ministério tardou em pagar a dívida que foi parcelada e fez descontos sem aviso prévio e até ainda tenho uma factura de 30 mil escudos por receber”.

 

Este ano, Katelina disse que voltou a prestar o mesmo serviço ao MC na IIª edição do fórum e acumulou uma dívida de 90 mil escudos que depois de tanto reclamar, viu a Câmara Municipal da Ribeira Brava pagar-lhe o dinheiro, uma vez que a CMRB foi parceira do Ministério da Cultura na realização do fórum.

 

Promessa

 

A assessora do Ministério da Cultura Cátia Sequeira que fez parte da equipa do fórum sublinhou que o MC “está ciente da situação das dívidas em São Nicolau” e do “atraso provocado devido a contratempos”, mas que já estão a trabalhar no sentido de resolver o problema.

 

“Tivemos um contratempo inicial com a viagem que acabou por alargar o prazo da permanência do pessoal em São Nicolau e alterar o montante previsto a ser gasto inicialmente, mas o ministério já iniciou o pagamento, embora de forma parcelada e esperamos, antes do próximo fórum que se aproxima, ter toda a situação resolvida” garantiu a assessora do Ministério da Cultura.

 

O IIº Fórum Nacional da Cultura foi realizado em São Nicolau entre os dias 18 e 22 de Outubro de 2012, com o objectivo de dinamizar a cultura e promover o desenvolvimento económico da ilha.

  1. silva

    Tambem os grupos de carnaval s.nicolau estão á espera desde do mês Março, os premios de participação no valor de 150.000$ (copa,estrela e brilho da zona), num total de 450.000$00.
    Paxenxa nha gente um bocode de show off e mais nada.

  2. Segin

    É nisto que dá quando se tem um ministro da “tchacota”, em vez do ministro da cultura. Amontoar dívidas tão pequenas que se adicionar daria grande. Ainda não falaram os operadores hoteleiros, quando, os mesmos, falarem ai é que a porca torce o rabo. Vieram para S. Nicolau só para criar problema ao Estado. Não podiam vir umas três ou quatro pessoas do Ministério e um representante de cada Câmara Municipal? Quantos vieram do Ministério, (entre o Ministério, o IIPC, a Biblioteca, o Arquivo, etc, et?

  3. Segin

    … e nem vieram todos porque não encontraram lugar no voo, se fosse possível vinha a ilha de Santiago toda. Os operadores que se cuidem para próxima, que será no mês de Outubro outra vez. Dnher na mo bodec na corda!!!

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.