IMP responde à Biosfera I: “José Melo não percebe nada disto”

14/08/2013 00:29 - Modificado em 14/08/2013 00:29

joseO presidente do Instituto Marítimo e Portuário, José Fortes reagiu às declarações do presidente da associação Biosfera I, José Melo que alertou as autoridades sobre os riscos de um desastre ambiental na ilha de Santa Luzia, caso o navio TerryTres não seja removido do local. José Melo assegurou haver alguma “incompetência” na execução do processo e, agora, o presidente do IMP veio a público contrapor a posição da Biosfera I.

Em declarações à RCV, José Fortes garantiu que se sentou à mesa com a Biosfera I analisando a situação do navio TerryTres, onde discutiram possíveis soluções, de modo que se diz agora “admirado” com a postura do presidente dessa associação ambientalista.

“Devo dizer que estranho a postura do presidente da Biosfera, José Melo, uma postura que não vou qualificar. É evidente que não vou qualificar a vida do José Melo enquanto presidente da Biosfera, pois é mais fácil porque ele só critica. Nós temos que ter uma postura institucional diferente e, agora, chamar as autoridades de incompetentes neste caso, eu acho que é grave. O José Melo não percebe nada disto, de encalhe e desencalhe no mundo do Shipping que é extremamente complexo” sublinha José Fortes.

O presidente do IMP conclui dizendo que se não tivesse sido realizado um trabalho “sério”, o navio TerryTres continuaria encalhado na ilha de Santa Luzia, pelo que as autoridades marítimas fizeram o seu papel e, juntamente com a seguradora P&I Club, já garantiram o desmantelamento da embarcação.

José Fortes garante que neste momento não existe qualquer entrave para a retirada do navio do local no prazo de 60 dias. E acrescenta que há água oleosa na casa das máquinas da embarcação, mas que não existem riscos de poluição.

 

  1. Soncent Alienode

    A continuar assim, o Senhor José Melo corre o risco cair no ridículo. Já muita gente se deu conta que o que ele quer é gerir “fundos do ambiente”: ou seja, ele não tem ocupação certa, não tem remuneração de fim-de-mês e quando o cinto aperta, toca a fazer algum barulho para sacar uns quantos paus. Ele até pode ter razão nalguns aspectos mas sanha e a manha com que eel corre atrás do dinheiro fa-lo perder toda a credibilidade.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.