Ponto d’Fuga enterra problemas de São Vicente com fraca adesão dos mindelenses

10/08/2013 07:25 - Modificado em 10/08/2013 07:30

O grupo cívico Pont de Fuga organizou uma manifestação cívica para os mindelenses demostrarem o descontentamento com a situação actual da ilha de São Vicente. Apesar de a adesão ter ficado aquém das expectativas da organização.

 

A marcha teve como momento alto o enterro simbólico dos problemas de São Vicente e o surgir com as soluções. Entre as soluções pediu-se “mais emprego”, “mais oportunidades”, “mais incentivo para o auto-emprego” entre outros.

O grupo prometeu mais acções do género para que os mindelenses tenham a oportunidade de manifestarem o seu descontentamento sobre a situação da ilha.

 

  1. Black men

    hahhahahha, por isso soncente te fca igual ou cada dia mas pior, maltas e so fala hora de ação es te da pe tras, cambada de cobardes, e bem feito pe o cte contece ke nos ilha, te espera pe el fca mas pior, ai sim, no te oia kem te paga por isso, de certeza e bzot e cta la, porke mi jam te ne praia, te passa sab diaza cbom emprego e vida boa e não te relclama reclama e depois hora de agi da costa, os meus parabens pe kes pok e que comparece ne ess manifetação, pesoas de coragem

  2. O poder reindicativo em S.Vicente está muito aquém do desejado , embora não sei as razões. Será precipitação do Ponto d’fuga na marcação da manifestação muito às pressas pelos vistos muitas pessoas não tinham conhecimento da manifestação pelos menos algumas pessoas que eu contactei.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.