Beto Duarte aprende a vive depois de perder a família num acidente de viação

7/08/2013 07:21 - Modificado em 7/08/2013 07:21

acidente28 de Fevereiro de 2009. Beto que reside no Luxemburgo há mais de 40 anos encontrava-se em casa a ver a televisão quando o telefone tocou. “Telefonaram-me do hospital a dizer que a minha mulher estava em estado grave e que a minha filha, de apenas 10 anos, não tinha conseguido sobreviver”.

A viatura onde seguiam a mulher e a filha despistou-se e capotou na localidade alemã de Wincheringen, perto de Wormeldange. Uma viatura que vinha em sentido proibido e com excesso de velocidade embateu no carro onde seguiam, provocando assim o desastre que levou a vida das duas vítimas. A filha foi levada para o hospital já sem vida e a mãe acabou por falecer horas depois.

Vivo um dia de cada vez

Quatro anos após o acidente, Beto diz que não conseguiu “ainda” refazer a sua vida. “Vivo um dia de cada vez, sem grandes planos. Aprecio cada momento no presente, porque nunca se sabe o dia de amanhã”, conta Beto que este ano resolveu retornar definitivamente para Cabo Verde. “Escolhi passar o que me resta da vida na minha terra. Tenho cá familiares, fiz a minha casa. Mas, de vez em quando, posso dar um saltinho até ao Luxemburgo para visitar os meus amigos e familiares”.

“Nós não prevemos o futuro e passamos a vida a planear e deixamos para trás as coisas boas que nos acontecem no presente. É assim o ser humano e só quando nos acontece alguma tragédia é que nos damos conta”, sublinha Beto que alerta para os comportamentos de risco que tem observado entre os jovens em Santo Antão: “vamos viver o presente sim, mas sem excessos. O que mais tenho visto por aqui, sobretudo na cidade do Paul e da Ribeira Grande são jovens a abusarem de bebidas alcoólicas”.

 

  1. Rita Correia Silvz

    Mt coragem! Deus nao da cadeado sem chave! Descanso eterno para elas e consolancas para si e familia geral!!!

  2. Cáti Morais

    muita força, irmão…

  3. Carlos Ferreira

    Beto náo é fácil e nao vai ser tão fácil esta tua luta. Contudo a vida continua e em Cabo Verde vais encontrar aquele calor humano que te dará força para continuar esta luta. A tua esposa e filha onde estão sentirão orgulhosas de ti se conseguires ultrapassar esta situação extremamente difícil. Beto muita coragem.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.