Seis anos de prisão por roubo numa residência

7/08/2013 07:13 - Modificado em 7/08/2013 07:13
| Comentários fechados em Seis anos de prisão por roubo numa residência

AssaltoO Tribunal da Comarca de São Vicente condenou um homem de 31 anos a uma pena de seis anos de prisão por reincidência no crime de roubo. O indivíduo que cumpria prisão preventiva assaltou uma residência na Ribeira de Julião e, ao se aperceber da presença da Polícia Nacional escondeu-se numa capoeira de galinhas, mas viria a ser detido durante a realização de diligências no local.

Em Maio de 2010, o arguido foi condenado a dois anos de prisão pelo mesmo crime porém, ficou com a pena suspensa por um período de três anos. Mas volvidos dois anos, o mesmo transpôs o risco e cometeu um crime de roubo ao assaltar a residência de um emigrante na Ribeira de Julião.

De acordo com o juiz “ficou provado que o arguido armou-se com uma faca e pulou o muro de uma casa para roubar os objectos que estavam no interior. Depois de roubar alguns recheios da habitação e de escondê-los numa capoeira situada nas imediações do local, foi avistado por um grupo de pessoas que passava pelo local. E quando a PN foi accionada encontrou o arguido escondido nessa capoeira, assim como a faca e os objectos roubados da casa”.

Para o magistrado não há dúvidas que o cidadão cometeu um crime de roubo, por isso, aplicou-lhe uma pena de seis anos de prisão. O Tribunal enalteceu o papel da Polícia que realizou diligências para evitar a fuga do gatuno, porque caso contrário, hoje estaria impune e o ofendido estaria a arcar com os prejuízos resultantes do assalto.

Mão pesada

O juiz justificou que “como medida de prevenção geral, o indivíduo deve continuar na prisão, porque no passado foi condenado pelo mesmo crime e ficou com pena suspensa. Todavia, sabia que não podia voltar a cometer qualquer crime num período de três anos. Mas não teve em conta as atenuantes dadas por este tribunal, por isso,vai ficar detido para que possa reflectir sobre o seu vício por coisas alheias”.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.