Suspeita fica com TIR

29/05/2012 01:22 - Modificado em 29/05/2012 01:22
| Comentários fechados em Suspeita fica com TIR

O Tribunal Judicial da Comarca do Porto Novo decretou hoje o termo de identidade e residência, como medida de coação, à senhora de 54 anos, acusada de ter provocado o incêndio florestal, sábado, em Pico da Cruz, no Planalto Leste de Santo Antão.

 

Uma fonte da secção de investigação criminal da Esquadra Policial do Porto Novo, que se encarregou do caso, informou que a acusada de fogo posto, que estava detida desde sábado, vai responder o processo em liberdade, depois de o TJCPN ter adoptado, com medida de coação, o termo de identidade e residência.

Segundo testemunhas oculares, a senhora provocou o incêndio “sem querer”, uma situação também confirmada pelo comandante dos Corpo dos Bombeiros Voluntários do Porto Novo que confirmou a versão dos factos de que a arguida pretendia “fazer uma refeição” e perdeu o controlo do fogo que, devido ao vento que fazia, se propagou.

O incêndio demorou quase sete horas a ser extinto pelos bombeiros do Porto Novo, Paul e Ribeira Grande, tendo ardido uma área de mais de um hectare, coberta por floresta e culturas de batatas e feijões.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.