Medo reina na UNICV / Mindelo e os problemas vão para debaixo do tapete

2/08/2013 01:38 - Modificado em 2/08/2013 01:38

unicvO conselho Directivo da Universidade de Cabo Verde (UNICV) divulgou no passado dia 23 de Julho a sua decisão de se reposicionar perante as reivindicações dos alunos.

 

A taxa para os exames diminuiu para metade do preço e os alunos com propinas em atraso ficaram isentos de pagar o valor devido. Entretanto, os discentes queixam-se pelos corredores das controvérsias existentes nesse despacho.

“Muitos confiaram na decisão da UNICV. Pensaram que, ao pagarem a taxa, poderiam fazer os exames. Só que o que a Universidade não explicou é que só seriam abarcados por esse despacho os alunos que tivessem liquidado parte do valor das propinas até ao mês de Março. O que acontece é que muitos ainda têm propinas em atraso referentes aos meses que antecedem o mês de Março. Pergunto, como se estarão a sentir esses alunos que, para além de estudarem para os exames, têm de andar à procura de financiamento”, questiona Adalberto Silva, aluno do curso de Máquinas Marítimas.

Com o agravar dos problemas e sem condições para efectuar os referidos testes, muitos alunos vêem-se obrigados a desistir por falta de meios financeiros. “Já fiz 2 exames, mas não correram bem porque a Universidade não está a oferecer as condições propícias para o efeito. Eu pergunto como posso estar em condições de fazer exames vendo colegas meus que estudaram durante todo o semestre e que, chegando ao fim, não podem fazer os exames”, diz Silva indignado.

Apesar dos problemas existentes, os mesmos são manifestados pelos corredores. “Os alunos não reclamam, porque têm medo de sofrer represálias”, alerta

  1. mario jorge dias

    Unicv é a poir fantuchada de Ensino Superior em Cabo Verde,não tem corpo Docente séria pior ainda se os Discentes decidirem que os seus Direitos sejem respeitados

  2. Naiss

    Com universitários a escreverem desta maneira, receio bem que isso tudo seja uma grande fantuchada!!!

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.